Ovo e colesterol

O ovo e o mito do colesterol.

Publicado: 14/08/2012
Autor/s. : Carla Cachoni Pizzolante (Zootecnista, Dra, PqC VI, UPD de Brotas do Pólo Regional Centro Oeste/APTA.)
A unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Brotas atua em pesquisas com avicultura (frangos de corte e postura), gerando resultados para melhoria na qualidade de carne e ovos produzidos em todo o Estado de São Paulo. Como pesquisadora dessa Unidade, trabalho há 18 anos em pesquisas com poedeiras. Recebo muitas consultas e perguntas sobre os benefícios ou malefícios da a...
remove_red_eye 2046 forum 9 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
14 de Agosto de 2012

Gostei muito do seu artigo. Infelizmente ele ainda contém um pouco de ranço indireto contra as gorduras saturadas, cujo consumo permanece estável ou declinante por décadas. Da mesma forma, o consumo de ovos se reduziu a níveis ridículos em consequência dos mitos ainda existentes e bem abordados em seu artigo. Em contrapartida, as estatísticas sobre doenças cardiovasculares continuam, teimosamente, batendo recordes. Se considerarmos que cerca de 50% das fatalidades cardiovasculares ocorrem em pacientes com o clesterol total e suas frações absolutamente normais, conclui-se que alguma coisa está equivocada . Vamos considerar uma pista diferente do discurso clássico contra os ovos e as gorduras animais: Li, recentemente, uma estatística conjunta do USDA & CDC apontando o seguinte consumo médio anual pela população americana: Batata frita (13,1 kg), pizza (10,4), sorvete (10,8 kg) refrigerantes (190 litros) adoçantes artificiais (10,8 kg). Isoladamente, o consumo individual anual de açucar evoluiu de 5,0 para 80 kg, desde o final da segunda guerra mundial e nunca se viu uma campanha orquestrada pela classe médica para examinar mais de perto este ou outros fatos. Ao contrário, meu cardiologista, ao final de uma bateria de exames, retira de sua gaveta as antigas recomendações de não consumir mais que dois ovos por semana, evitar carnes vermelhas e gorduras saturadas. Como sou bastante rebelde, consumo dois ovos todas as manhãs, (730/ano) reduzi meu consumo de açucar e carboidratos e abuso do consumo de carnes e verduras. Minha saúde está ótima. Aos 68 anos, meu peso é normal, não sou cardíaco ou diabético, fáço academia, caminho, pesco, tomo uns goles e ainda trabalho bastante. Meu cardiologista, ao contrário é visivelmente obeso e não aposto um centavo na qualidade de seus parâmetros sanguíneos. Prezada Carla, insista na sua defesa desse espetacular pacote nutricional chamado OVO.

Responder
15 de Agosto de 2012

Olá Dra. Carla! Muito interessante seu trabalho. Gostaria de saber se os ovos das galinhas caipiras alimentadas com pasto tem uma composição nutricional diferente da tabela apresentada.

Responder
Antonio Rodrigues Antonio Rodrigues
Diretor Comercial
28 de Agosto de 2012

Muito bom seu artigo,bastante esclarecedor,porem ainda deixa duvidas sobre consumo de ovos e aumento do colesterol.Conforme voce mesmo atesta,necessitamos do colesterol para varias funçoes importantes de nosso organismo,porem voce nao destaca quanto colesterol precisamos diariamente,e nem como este processo é feito.Sabemos que o figado sintetiza o colesterol que necessitamos e tambem que ele cataboliza o excesso,portanto os casos de aterosesclerose sao muito dependentes de uma boa funçao do figado,isto explica tambem porque pessoas com grande consumo de colesterol,nao apresentam doença cardiaca,porque conseguem catabolizar o excesso.Gostaria ainda de salientar pesquisas recentes nos E.E.U.U.sobre a importancia da colina, no desenvolvimento da memoria em crianças,aumentando ainda mais a necessidade do consumo de ovos ,por parte das crianças.Varios estudos estao sendo realizados,visando comprovar a afirmaçao da importancia da colina, e provavelmente teremos novidades nos proximos anos. 

Sds

Responder
Vincenzo Mastrogiacomo Vincenzo Mastrogiacomo
ENGENHEIRO QUIMICO
28 de Agosto de 2012

Parabens Dra CARLA .
e um excelente artigo ,que mostra claramente as diferenças e propriedades dos  ovos e as gorduras e o colesterol. 

e como age no organismo .
depois disso como em todo o alimento temos de ter cuidado de nao comer em excesso.

Responder
29 de Agosto de 2012

Muito bom artigo. Tudo que for escrito em favor é bemvindo.
Quero fazer algumas colocações sobre o Mau e Bom ? Colesterol.
Da-se a denominação de Mau Colesterol porque as Lipoproteínas de baixa densidade por serem pequenas e densas são mais facilmente oxidáveis e isto é o que faz que produzam uma espuma amarelada de de fácil adesão ao endotélio vascular provocando o inicio da ateroscleroses por acumulo na parede obstruindo a passagem normal do fluxo sanguíneo aumentando a pressão arterial e enfarto do miocárdio.
As Lipoproteinas de Alta Densidade pelo seu tamanho (maior) e menos densas são menos oxidáveis e por isto é denominado de Bom Colesterol.
O problema todo aqui é a oxidação das gorduras que devem ser evitadas sendo que as saturadas são as de mais fácil oxidação.
Ainda bem que na composição do ovo temos um percentual menor de gorduras saturadas que as Insaturadas e Poliinsaturadas que são menos oxidáveis, sendo assim vamos a consumir ovos sem preocupação.

Responder
29 de Agosto de 2012
Prezados Abílio, Fernandes, Antonio, Vicenzo e Federico,

Sofri um acidente de trabalho, enquanto estava realizando mais uma avaliação (pesagem de ração e de frangos), quando o ventilador do aviário pegou minha mão. apresentei ferimento no III e IV QDE com amputação parcial de falange distal do 3 e do 4 dedo da mão esquerda. Passei por uma cirurgia no dia 10/08, mas me encontro no momento afastada oficialmente de minhas atividades . Em função do exposto e seguindo orientação médica devido miha dificuldade para digitar, gostaria de agradecer a todos que escreveram sobre o artigo que assim que tiver condições, responderei a cada um de vocês. Certa de contar com a compreensão de todos, desde já agradeço a participação de todos e as informações e considerações que fizeram e que em muito acrescentaram para maior esclarecimento de um assunto tão importante em nossos dias. Att Carla Cachoni Pizzolante
Responder
29 de Agosto de 2012
Dra. Carla. Que pesar. Pronta recuperação.
Abraços.
Responder
Vincenzo Mastrogiacomo Vincenzo Mastrogiacomo
ENGENHEIRO QUIMICO
29 de Agosto de 2012
DESEJO UM PRONTO RESTABELECIMENTO , MUITA SAUDE .
UM ABRAÇO .
Responder
30 de Agosto de 2019
Favor corrigir a tabela 1. Os lipídios totais são 5,3 e não 5,5... Pois, 3,6 + 1,7 = 5,3.
Obrigado.
Responder
1
print
(2046)
(9)
Deseja opinar nesta discussão sobre: O ovo e o mito do colesterol.?
Engormix se reserva o direito de apagar e/ou modificar os comentários. Veja mais detalhes
Comentar
Criar nova discussão :
Se essa discussão não abrange temas de interesse ou levanta novas questões, você pode criar uma outra discussão.
Consultar um profissional em particular:
Se você tem um problema específico, você pode executar uma consulta em particular a um profissional em nossa comunidade.
 
   | 
Copyright © 1999-2019 Engormix - All Rights Reserved