Ocorrência de parvovírus suíno no soro de leitões refugos através de Nested-PCR

Publicado: 18/05/2009
Autor/s. : Streck, A.F. - Gava, D. - Souza, C.K. - Gonçalves, K.R. - Canal, C.W.

INTRODUÇÃOO parvovírus suíno (PPV) é reconhecido como agente causador de problemas reprodutivos em fêmeas suínas (3, 7, 8). Trabalhos recentes realizados no Brasil comprovam que este vírus ainda é uma das principais causas infecciosas de abortamento e mumificação fetal em granjas tecnificadas (10, 14). A forma mais comum d...

remove_red_eye 5843 forum 8 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
18 de Maio de 2009
Realmente fiquei impressionado com a qualidade do resumo... De fundamental relavancia para suinocultura mundial, abordando novos aspectos sobre a virologia veterinária. Os autores do resumo fizeram realmente um trabalho brilhante..
Responder
19 de Maio de 2009
Olá
O parvovirus então pode causar alguma sintomatologia nos leitões?
abraços
Pedro
Responder
21 de Maio de 2009
Olá Pedro
Sou um dos autores deste trabalho. Ao que conhecemos o parvovírus não causa sintomatologia em leitões. Há um caso registrado de problemas cardiacos, mas apenas este. Acreditava-se que o parvo juntamente do circovírus (PCV2) poderiam levar a leitões refugos. Atualmente, o torque teno vírus (TTV) assumiu este lugar de associação com o PCV2.
Estamos ainda realizando trabalhos para definir qual a importância da presença do vírus nesta categoria.

Responder
2 de Junho de 2009
Olá, gostaria de fazer um comentário. Já sabido na literatura que o Parvovírus potencializa a replicação do PCV2 e exarceba da clínica da PMWS. Essa associação do PCV2 com outros agentes infecciosos é um dos fatores desencadeantes das doenças associadas ao PCV2. Fora do Brasil, nos EUA e Europa o principal agente associado é o PRRSV (vírus da síndrome respiratória e reprodutiva suína), que até o presente momento o Brasil é oficialmente livre. Acho que pesquisas de associação do PCV2 com outros patógenos, principalmente parvo e o TTV são realmente válidas. Parabéns pelos resultados.
Atenciosamente, Abelardo Jr. Universidade Federal de Viçosa.
Responder
Prof. Roberto de Andrade Bordin Prof. Roberto de Andrade Bordin
Doutor Ciencias Veterinárias (Sanidade); Mestre em Zootecnia (Nutrição e Produção Animal); Médico Veterinário
2 de Junho de 2009
Olá pessoal, tudo bem?

Os animais utilizados neste teste eram oriundos matrizes vacinadas?
abs
Responder
2 de Junho de 2009
Olá pessoal!!
Respondendo a pergunta do Prof. Roberto. Sim, apesar de realizarmos as coletas em distintas empresas, todas possuiam protocolos de vacinação para as matrizes.
abraços!
Responder
Nutrifarma Nutrifarma
Taio, Santa Catarina, Brasil
2 de Junho de 2009
Disculpen que solo se espanhol. Son muy interesantes los comentários que hacen pero hay un factor oculto detrás del Circovirus y del PPRS y quizas tambien del Parvovirus y es la Fumonisina. Hoy en dia ya se ha establecido la relacion DIRECTA entre Circovirus, PRRS y Fumonisina. Tanto en la seccion Noticias de espanhol y de inglês en Engormix hay un vídeo que habla de esta relacion. Tambien en el vídeo habla de como la Fumonisina afecta DIRECTAMENTE al Corazon la proventiculo izquierdo y su agrandamiento creando edema pulmonar tamnien afecta al hígado, al sistema intestinal incrementadndo problemas de E.coli y lo mas importante al sistema inmune.

En Brasil en los últimos 5 anos ha exitido un incremento muy grande de Fumonisina en TODOS LOS GRANOS , es interesantemente que en esos mismos anos hay un incremento drastico de PRRS y de Circovirus.

Por cieto hay un trabajo efectuado entre EMBRAPA y LAMIC donde se demustra la relacion entre Circovirus y Fumonisina. Si estan interesados tenemos muchisimas trabajos cientificos que hablan sobre la Fumonisina que segun la Organizacion Mundial de la Salud el 59[percent] de todo el maiz del mundo esta contaminado con Fumonisina.
Responder
Prof. Roberto de Andrade Bordin Prof. Roberto de Andrade Bordin
Doutor Ciencias Veterinárias (Sanidade); Mestre em Zootecnia (Nutrição e Produção Animal); Médico Veterinário
7 de Julho de 2009
Olá Pedro tudo bem?
O que vc acha da observação realizada onde as matrizes que geraram estes leitões apresentaram protocolos vacinais para parvovírus. Será que teria alguma influência sobre suas observações?

abs... vamos valorizar este fórum que está muito legal
Responder
1
print
(5843)
(8)
Engormix se reserva o direito de apagar e/ou modificar os comentários. Veja mais detalhes
Comentar
Criar nova discussão :
Se essa discussão não abrange temas de interesse ou levanta novas questões, você pode criar uma outra discussão.
Consultar um profissional em particular:
Se você tem um problema específico, você pode executar uma consulta em particular a um profissional em nossa comunidade.
 
   | 
Copyright © 1999-2020 Engormix - All Rights Reserved