Discussão criada em 13/01/2011

Gestação de porcas em grupo

Olá, comunidade Engormix. Quais são as vantagens em adotar os diferentes modelos de gestação de porcas em grupo? Os produtores brasileiros têm investido nesse tipo de modelo produtivo? No Brasil, a prática é vista como satisfatória entre os empresários do setor? A melhoria técnica das explorações é vista como fundamental para garantir resultados e objetivos de redução dos custos de produção. Nesse sentido, qual o benefício gerado pela utilização da gestação de porcas em grupo? Espero seu comentário.

remove_red_eye 2249 forum 19 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
17 de Maio de 2011
A principal vantagem, no caso de gestações com livres estações eletrônicas de alimentação é a diminuição do número de funcionários, junto com uma maior eficiência na quantidade de alimento pode comer, pro dia, cada porca, de acordo com o dia de gestação.

Também é importante destacar que o tipo de instalação com estação eletrônica não é mais caro que os sistemas de Box tradicional, assim como se trata de instalações com vida útil de 20 anos.

Ainda assim, pode representar um atrativo para o pessoal mais jovem se incorpore à suinocultura.

No Brasil já existem granjas com esses sistemas e os resultados produtivos têm ultrapassado o de granjas tradicionais,em uma mesma empresa. (Tradução Engormix.com)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

La principal ventaja en el caso de gestaciones libres con estaciones electrónicas de alimentación es el descenso en la cantidad de operarios, junto con una mayor eficiencia en la cantidad de alimento que cada dia puede ingerir cada cerda según el día de gestación.

También es importante destacar que el tipo de instalación con estación electrónica no es más costoso que los sistemas de box tradicional, así como que se trata de instalaciones con vidas útiles de 20 años.

Así mismo puede representar un atractivo para que el personal más joven se incorpore a la suinicultura.

En Brasil ya hay explotaciones con estos sistemas, y los resultados productivos incluso han superado a los de explotaciones tradicionales de la misma empresa.
Responder
Prof. Roberto de Andrade Bordin Prof. Roberto de Andrade Bordin
Doutor Ciencias Veterinárias (Sanidade); Mestre em Zootecnia (Nutrição e Produção Animal); Médico Veterinário
31 de Maio de 2011
Olá amigos...muito boa idéia deste fórum...então a gestação em grupo ela tem uma apresentação menos agressiva para a comunidade consumidora...mesmo sendo por algum período já diminui bastante o aspecto da individualidade gestacional permanente e relaciona padrões de bem estar animal...porém saliento que em algum momento teremos a baia individual necessária...aliás qual seria o tempo ideal de permanência em grupo? e qual o tamanho do grupo?...teria uma dimensão em metros quadrados por porca em grupo?

abs
Responder
Claudir Piva Claudir Piva
Engenheiro Agrícola
1 de Junho de 2011
Olá amigos, muito oportuno os comentários do Prof. Roberto, é muito interessante se proporcionar um maior conforto aos animais, mas qual seria o aumento no custo das instalações para proporcionar o espaço necessário para essas porcas em gestação, pois em gaiola individual são necessários apenas 1,40m2 por matriz enquanto que em grupos é necessário no mínimo 2,50m2 por matriz, isso significa um incremento de 1,10m2/matriz, em percentual seria uma construção 78% maior. Isso significa um investimento bem maior na construção dos prédios de gestação. Será que o consumidor irá pagar por esse investimento adicional? E como fica o criador, terá um retorno desse investimento? Gostaria que os colegas comentassem.
Abs.
Responder
1 de Junho de 2011
Pido disculpas por no poder responder en su idioma, agradezco que engormix.com tenga la gentileza de traducir mis comentarios.
En cuanto a las cuestiones del prof. Roberto De Andrade decir que el tiempo de permanencia en grupo puede ser desde el Dia 1 de gestación hasta 3 diías antes del parto. Sin embargo, lo más habitual es a partir del día 42 de gestación. Un error frecuente es crear grupos entre el día 3 y 40 de gestación, pues en estos casos generalmente se incrementan las perdidas por reabsorciones embrionarias .
En cuanto al tamaño de grupo ideal éste sería de 140-160 cerdas, pero también serían aceptables valores entre 75 y 240 cerdas. Grupos más pequeños aumentan el riesgo de gerarquias y grupos más grandes dificultan el control de las cerdas por parte de los operarios.
Los metros cuadrados para cerda multipara nunca deben ser menos de 2 siendo ideal para Brasil a partir de 2,25.
En todo caso es fundamental distinguir en las explotaciones para confecionar los grupos cerdas jovenes de cerdas adultas.
Responder
1 de Junho de 2011
En cuanto a la cuestion del señor Claudir Piva, seguro que el consumidor no está dsipuesto a pagar más.
De todas formas no estoy de acuerdo con que sea necesario un incremento de construcción del 78%, pues si fuera así sería totalmente inviable.
En sus calculos cosnsidera 1,4 m2 por cerda, pero acaso el pasillo delantero y trasero solo tienen para cada plaza 0,16 m2? En mis caldulos representan al menos 0,5 m2 que sumados a los 1,26 de la jaula hacen 1,76. Esto significa un incremento del coste de cosntrucción de 12%. Esto es la realidad y varia según la explotación pero el aumento en m2 está entre un 10-25%. Pero este incremento se ve compensado con el menor coste del equipamiento interior( aunque esto dependerá del tipo de equipamiento utilizado), pues al estar sueltas no necesitamos jaula, comedero, y si es el caso dosificador.
De todos formas lo felicito por la cuestión, pues en mi opinión es lo priemro que se ha de valorar antes de hacer ningún cambio.
Responder
Claudir Piva Claudir Piva
Engenheiro Agrícola
1 de Junho de 2011
Sr. Carlos me desculpe, realmente me equivoquei nos cálculos e deixei de considerar a área dos corredores, mas mesmo assim, incluindo essa área adicional, a necessidade de espaço por matriz em gestação seria de 1,92 m2 enquanto que em baias coletivas seria necessário uma área média de 2,50 m2/matriz, o que resultaria em um incremento de área construída de 30%. E no caso de manejar as porcas em gestação, haveria uma economia de comedouros, mas em contra partida teria que se fazer um investimento em automação, com a instalação de estação eletrônica. No caso da suinocultura brasileira, a mão de obra não é o insumo mais oneroso no custo de produção.
Portanto acho interessante as inovações em melhoria de bem estar para os animais, que provavelmente retornará ao produtor com ganhos no seu índice de produtividade. Mas seria salutar se fazer um custo comparativo entre os dois sistemas de produção e ai sim teríamos como avaliar o se a relação de custo-benefício será positiva.
Responder
19 de Novembro de 2017
Claudir Piva bem sou estudante de veterinária ainda não sei muito e nem sou muito especializado mas tenho um ótimo professor. Bem a produção de porcas em baia coletivas traz um lucro a longo prazo pois melhora a qualidade da produção os filhotes nascem mais pesados e sadios se comparado aos com os leitão que tiveram mães que durante a gestação foram criadas em gaiolas. o fato de os leitão nascerem mais pesados faz com que chegam ao peso de abate mais cedo aumentando a quantidade de lotes produzidos durante o ano. Matrizes criadas em gaiolas estão sujeitas a problemas de comportamentos e problemas relacionados ao estresse podendo ter o seu rendimento prejudicado e ter que ser reposta mais cedo. Então a conclusão é que o lucro do sistema de baias venham com o passar do tempo devido a melhora na produtividade das porcas
Responder
Prof. Roberto de Andrade Bordin Prof. Roberto de Andrade Bordin
Doutor Ciencias Veterinárias (Sanidade); Mestre em Zootecnia (Nutrição e Produção Animal); Médico Veterinário
1 de Junho de 2011
Olá...maravilha a discussão...se tivermos nvos projetos e vamos explorar parte da gestação em grupo e parte da gestação individual podemos diminuir o número de celas no setor de gestação, nisto podemos pensar também em redução de custos. Em porjetos reformatados podemos pensar nesta mesma característica. Sobre o tamanho dos grupos e tempo de permanência prefiro trabalhar com grupos de 50 matrizes com bais enriquecidas e espaço de 2,5 metros por porca até 50 dias, pois logo após este período o ganho de peso e desenvolvimento abdominal é intenso a preocupação com traumas é enorme.

abs e muito boa nossa discussão. Desculpe mais uma vez os erros mais o editor não permite após a escrita final voltar a palavra e corrigir sem apagar tudo...por favor amiga Maira nos ajude neste.
Responder
Alex Rodrigo Kerber Alex Rodrigo Kerber
Suinoculturo
15 de Junho de 2011
Se considerarmos uma granja de medio porte, a qual estaria passando por adequações em suas estruturas e o objetivo no momento seria a implantacao de celas de gestação ao inves de baias coletivas hora existentes, com capacidade para 6 femeas, qual seria suas recomendações. Adianto que a intenção hoje seria implantar celas para gestantes permanecerem 45 dias e apos esse periodo agrumapemento nas baias coletivas existentes. Obrigado...
Responder
Prof. Roberto de Andrade Bordin Prof. Roberto de Andrade Bordin
Doutor Ciencias Veterinárias (Sanidade); Mestre em Zootecnia (Nutrição e Produção Animal); Médico Veterinário
16 de Junho de 2011
Olá amigos...gostariia de ter dados de gestações coletivas com mais tempo de gestação - 100 dias por exemplo. Não consigo observar estes dados nas granjas que frequento...o Dr. Carlos poderia passar mais dados de produtividade destas granjas...como % de nascidos; mortalidade fêmeas; % de desmamados e peso dos mesmos...indice de traumas e brigas também seria interessante.

abs
Responder
18 de Junho de 2011
Dr Martinez agradeço informarem se hoje já temos uma vacina que podemos evitar a mortandade de peste suína a 100% uma vez que com as prevenções conseguimos evitar a 65% obrigado Manuel Lourenço Angola Malange
Responder
Romão Miranda Vidal Romão Miranda Vidal
Médico Veterinário
18 de Junho de 2011
Esta prática há muitos anos, se pratica na argenyina, se não me falha a memória em San Justo - Santa Fé-.
Inclusive após a gestação as matrizes e suas crias, são soltas em piquetes, dotados de bebedouros, comedouros e abrigos, posicionados com eixo maior no sentindo norte-sul.
As vantagens são inúmeras e em especial ao Bem Estar Animal, sabor da carne mais acentuado, menor número de animais estressados e com ferimentos (mordidas e etc).
A gestação em salas coletivas apresentam sem dúvida vantagens de manejo, economia e mão de obra,
Responder
Vitor Vitor
Engenheiro
20 de Junho de 2011
Na Europa ( UE) a gestação em grupo é obrigatória por imposição da lei sobre o bem estar animal.
As explorações tiveram que se adaptar e modificar os sistemas de produção. A gestação em grupo utilizando as "estações electrónicas" é de facto na minha opinião pessoal o sistema que permite obter melhores resultados. É um sistema que permite uma grande organização bem como forneçe muita informação. Podemos optar por bandas dinâmicas ou bandas estáticas. Geralmente usa-se com bons resultados 50 a 70 porcas por maquina com introdução a partir dos 42 dias após ecografía confirmada.
Os resultados são muito satisfatórios, mas de facto nunca superiores a gestação individual.
Responder
Claudir Piva Claudir Piva
Engenheiro Agrícola
4 de Julho de 2011
Muito interessante os questionamentos do Prof. Roberto, com relação aos dados de produtividade, seria interessante que os colegas que tem experiência com o sistema de gestação coletiva com estações de alimentação automáticas, comentassem a respeito. Já que esse sistema é uma exig|ência na União européia dentro em breve os importadores de carne suína da europa deverão estar exigindo isso dos suinocultores brasileiros. Seria interessante desenvolvermos um estudo com um projeto dimensionado em baias coletivas versus o sistema de gaiolas individuais. Pois se considerarmos uma Granja com 500 matrizes, precisaríamos de 678 m2 para gestação em gaiolas individuais, e necessita-se de 1010 m2 para gestação em baias coletivas, um acréscimo de 49% de área construída na Gestação. Isso representa um incremento nos custos fixos de produção. Acho que esse tipo de discução é importante para nossas reflexões, na busca de soluções mais práticas e economicas para os nossos suinocultores.
Responder
7 de Julho de 2011

Respecto a los datos de producción el paso a estaciones no necesariamente implica una mejora aunque si en los casos de producciones medianas, pues este sistema obliga a ser más disciplinados y efientes cada día. En cualquier caso, las estaciones de alimentación son basicamente comederos muy eficientes, lo que puede suponer una mejora en si misma de la rentabilidad. Parametros como nacidos vivos en general se mantienen aunque en otros casos se mejora algo debido en mi opinión a que por los sistemas de entrenamiento se retrasan la edad de cubrición. También se mejora algo en nacidos muertos aunque evidentemente depende de valor inicial de partido. EN mi opinión la principal mejora viene dada por un mayor peso a nacimiento sin un cosnum de pienso durante la gestación mayor. Me permitirán pero no estoy autorizado a dar datos concretos de granjas, aunque se les remito a que contacten en Brasil con el señor Rubens Valentí, que hace casi un año que instaló en el Estado de Brasil estaciones electronicas para 2000 cerdas y los resultados son muy buenos incluso mejores que los de su antigua granja situada en la misma finca.
Lo mismo que pasa con las jaulas, con las estaciones habrá todo tipo de produciones, sin embargo la diferencia es un sistema del que podemos obtener datos de consumos reales por animal, se mejora la eficiencia de alimentación, se disminuye la cantidad de operarios, se emjora peso a nacimiento, razones en mi opinión de suficiente peso como para ser el sistema de elcción para las granjas de njueva construcción.
Responder
19 de Julho de 2011

Respecto al comentario del señor Piva, para:

500 matrizes necessitaria 678 m2. Por lo que ya entendo en las explotacion con jaulas ademas del espacio para la cerda hay un pecíolo delantero de 0,8 metros y otro posterior de al menos 1 metro, es necesaria repercutir la metade del espacio de estes corredores al espacio que se necessita por cerda, es decir, para un acho de jaula tipo de 0,6 metros, el espacio por cerda sera: (0,4+2,1+0,5)x 0,6 = 1,8 m2/cerda, sin embargo en 678 m2 resulta 1,34 m2/cerda.
Sin embargo es certo que en bienestar animal es necesaria más metros quadrados de cosntrucción dependendo del diseño de la nave y del clima, y esto pueden suponer 10-15% más de cosntrucción, que claramente se amortizam por una mejor eficiência alimentaria, y un mayor y más homogéneo peso al nascimento, así como por menos necessidades de operários.
Responder
Kennedy Guimaraes Kennedy Guimaraes
Suinoculturo
7 de Junho de 2016
Boa tarde,
Qual o melhor momento de agrupar as fêmeas suínas após a IA na gaiolas individual?
Responder
7 de Junho de 2016
O melhor e único momento e 24-48 horas apòs a ultima IA
Responder
Kennedy Guimaraes Kennedy Guimaraes
Suinoculturo
9 de Junho de 2016
Tenho uma granja de 200 matrizes e transformei passei a trabalhar com as baias coletivas, e gostaria de confirmar e concordo pelas minhas observações este é o momento.
Kennedy
Tem alguma experiencia em criação de suínos em cama sobreposta, fase de recria e terminação?
Kennedy
Responder
1
print
(2249)
(19)
Deseja opinar nesta discussão sobre: Gestação de porcas em grupo?
Engormix se reserva o direito de apagar e/ou modificar os comentários. Veja mais detalhes
Comentar
Criar nova discussão :
Se essa discussão não abrange temas de interesse ou levanta novas questões, você pode criar uma outra discussão.
Consultar um profissional em particular:
Se você tem um problema específico, você pode executar uma consulta em particular a um profissional em nossa comunidade.
Luiz Sérgio Merlini
Luiz Sérgio Merlini
Doutor
  Maringá, Parana, Brasil
 
   | 
Copyright © 1999-2019 Engormix - All Rights Reserved