Zootecnia e meio ambiente

Publicado o: 15/01/2014
Autor/s. :

Estudos realizados na Holanda mostram que a emissão de metano (CH4) e óxido nitroso (N2O) por ruminantes contribui significativamente para o aquecimento global, e que 92% da emissão total de amônia (NH3) naquele país são provenientes da pecuária. Pesquisadores brasileiros destacam a influência do gado sobre o solo, pelo pisoteio, por lotação e manejo inadequados, pelo pastejo seletivo, deixando o solo desprotegido, favorecendo a erosão.

Subprodutos de indústrias, principalmente de alimentos, que poderiam se tornar poluentes ao serem descartados por empresas são testados para serem reutilizados como alimentos para espécies animais produtivas, sendo denominados ingredientes alternativos.

No Rio de Janeiro, são conduzidos estudos avaliando características fermentativas e nutricionais de silagens contendo polpa de abacaxi e resíduo de maracujá in natura para alimentação de bovinos, utilização de subprodutos da cana-de-açúcar como o bagaço hidrolisado e a ponta da cana, testados na alimentação de bovinos em confinamento, a composição químico- bromatológica e degradabilidade da casca do maracujá, viabilizando sua utilização como alimento.

Pesquisadores testaram o óleo de soja residual, descartado de restaurantes e indústrias de alimento após processo de fritura, como fonte de energia na alimentação de caprinos em até 10% na matéria seca do concentrado, obtendo resultados satisfatórios em ganho de peso, rendimentos e características de carcaça, diminuindo os custos de produção e evitando a poluição do meio ambiente. Outro subproduto, que é produzido em larga escala, testado na alimentação de caprinos é o resíduo úmido de cervejaria, também denominado bagaço de cevada, que propiciou resultados satisfatórios de digestibilidade substituindo o concentrado em até 50% para cabras em lactação, subproduto já utilizado por produtores no Estado do RJ.

Há linhas de pesquisa no RJ com melhoramento de espécies forrageiras e manejo de pastagens, buscando a melhoria produtiva e ambiental das pastagens, que engloba a preservação do meio ambiente através da manutenção das características naturais do solo, evitando o esgotamento da terra e a erosão. Estudos com a utilização de leguminosas nas pastagens, já que promovem melhores condições de agregamento do solo, além da presença de bactérias fixadoras de nitrogênio em suas raízes, que influenciam positivamente a microbiota do solo, melhora as condições físicas, químicas e biológicas e têm a capacidade produtiva testada em diferentes níveis de sombreamento para serem utilizadas em sistemas agrosilvopastoris.

Foi realizado um mapeamento da composição mineral das pastagens do estado do Rio, fornecendo importantes dados com relação à situação ambiental do estado, assim como estudos que avaliam o custo de produção do leite de cabra no contexto da agricultura familiar.

 
Autor/s.
 
remove_red_eye 781 forum 5 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
Ver todos os comentários
 
   | 
Copyright © 1999-2019 Engormix - All Rights Reserved