Discussão criada em 18/01/2010

Água e meio ambiente

Fórum: Meio Ambiente - Temas que você consideraria mais importante para ser abordado em novo artigo?

Qual destes temas você consideraria mais importante para ser abordado em um novo artigo?

Regulamentação: O uso da água nas propriedades rurais.
Artigo aborda as legislações atuais e diretrizes futuras que deverão ser adotadas quanto a outorga e exigências de qualidade.

Meio Ambiente: Produzir versos Preservar.
Artigo analisa o histórico do crescimento da produção visando atender a demanda e o impacto das recentes exigências de órgãos ambientais.

Água: O bebedouro esta meio cheio ou meio vazio?
Em referencia a eternizada pergunta que busca avaliar o otimismo ou pessimismo: “O copo de vinho esta meio cheio ou meio vazio?” o artigo pretende analisar os últimos grandes impactos ambientais e suas conseqüências na produção de modo a possibilitar uma avaliação para ações futuras visando minimizar tais conseqüências.

remove_red_eye 3435 forum 18 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
19 de Janeiro de 2010

Prezado,
Todos os assuntos são de suma importância, mas aprecio que possamos comentar o de: água : O bebedouro esta meio cheio ou meio vazio?
at.
Fernandes

Responder
20 de Janeiro de 2010

Creio que o terceiro tema (água: O bebedouro esta meio cheio ou meio vazio?), por sua maior abrangência e natureza conceitual é o que deve ser abordado em um primeiro momento. Há muito o que ser ponderado a respeito.

Responder
Geder P. Cominetti Geder P. Cominetti
Médico Veterinário
20 de Janeiro de 2010

Olá, os tres temas são interessantes, tomei a liberdade de anexar parte de um texto que circula na internet por achá-lo de acordo com os dois primeiro, que penso ser de maior urgencia.

Eu sou o Zé, teu colega de ginásio noturno, que chegava atrasado, porque o transporte escolar do sítio sempre atrasava, lembra né? O Zé do sapato sujo? Tinha professor e colega que nunca entenderam que eu tinha de andar a pé mais de meia légua para pegar o caminhão por isso o sapato sujava.
Pois é. Estou pensando em mudar para viver ai na cidade que nem vocês Não que seja ruim o sítio, aqui é bom. Muito mato, passarinho, ar puro... Só que acho que estou estragando muito a tua vida e a de teus amigos ai da cidade. To vendo todo mundo falar que nós da agricultura familiar estamos destruindo o meio ambiente. Minha água é de um poço que meu avô cavou há muitos anos, uma maravilha, mas um homem do governo veio aqui e falou que tenho que fazer uma outorga da água e pagar uma taxa de uso, porque a água vai se acabar. Se ele falou deve ser verdade, né Luis?

Contratei Juca, filho de um vizinho muito pobre aqui do lado. Carteira assinada, salário mínimo, tudo direitinho como o contador mandou. Ele morava aqui com nós num quarto dos fundos de casa. Comia com a gente, que nem da família. Mas vieram umas pessoas aqui, do sindicato e da Delegacia do Trabalho, elas falaram que se o Juca fosse tirar leite das vacas às 5 horas tinha que receber hora extra noturna, e que não podia trabalhar nem sábado nem domingo, mas as vacas daqui não sabem os dias da semana ai não param de fazer leite. Ô, bichos aí da cidade sabem se guiar pelo calendário?

Disseram ainda que a comida que a gente fazia e comia juntos tinha que fazer parte do salário dele. Bom Luis, tive que pedir ao Juca pra voltar pra casa, desempregado, mas muito bem protegido pelos sindicatos, pelo fiscais e pelas leis. Mas eu acho que não deu muito certo. Semana passada me disseram que ele foi preso na cidade porque botou um chocolate no bolso no supermercado. Levaram ele pra delegacia, bateram nele e não apareceu nem sindicato nem fiscal do trabalho para acudi-lo.

Depois que o Juca saiu eu e Marina (lembra dela, né? casei) tiramos o leite às 5 e meia, ai eu levo o leite de carroça até a beira da estrada onde o carro da cooperativa pega todo dia,isso se não chover. Se chover, perco o leite e dou aos porcos, ou melhor, eu dava, hoje eu jogo fora. [..] Pela água do meu poço eu até posso pagar, mas tô preocupado com a água do rio. Aqui agora o rio todo deve ser como o rio da capital, todo protegido, com mata ciliar dos dois lados. As vacas agora não podem chegar no rio pra não sujar, nem fazer erosão. Tudo vai ficar limpinho como os rios ai da cidade. A pocilga já acabou as vacas não podem chegar perto. Só que alguma coisa tá errada, quando vou na capital nem vejo mata ciliar, nem rio limpo. Só vejo água fedida e lixo boiando pra todo lado [..]Tô preocupado Luis, pois no rádio deu que a nova lei vai dá multa de 500 a 20 mil reais por hectare e por dia. Calculei que se eu for multado eu perco o sítio numa semana. Então é melhor vender, e ir morar onde todo mundo cuida da ecologia.. Vou para a cidade, ai tem luz, carro, comida, rio limpo. Olha, não quero fazer nada errado, só falei dessas coisas porque tenho certeza que a lei é pra todos.

Responder
João Luis dos Santos João Luis dos Santos
Mestrado em Engenharia Agrícola
20 de Janeiro de 2010
Caro Dr Geder.

Muito bom o texto, reflete bem o drama vivido hoje.

Obrigado
João Luis
Responder
Romão Miranda Vidal Romão Miranda Vidal
Médico Veterinário
20 de Janeiro de 2010

Senhores.
Àgua-Meio Ambiente-Água. Estes são os três pilares básicos a serem abordados. Acredito que ao se enfocar separadamente cada item, provavelmente chegaremos a uma conclusão: A água é a essência da vida, para a produção agropecuária, ou se quizerem, a água é essencial. Mas acredito que ao se adotarem políticas que visem em primeiro plano o homem do campo, como ator de um sistema de produção de água e pelo fato de produzir ser compensado, já estamos danod inicio então a discussão dos outros dois elementos (pilares). Provavelmente haverá discordância em se compensar o produtor rural pelo fato de preservar uma ou mais fontes de água.Mas também se faz necessário raciocinar que se este mesmo agricultor, fazer uso inadequada da área circunvizinha da fonte de água e esta vier a desaparecer, haverá uma conseqüência em cadeia, onde a sociedade consumista será prejudicada. Portanto o primeiro pilar na minha modesta opinião seria em primeiro plano preservar as fontes de água e compensar quem o faz. Isto por certo irá de encontro com o Uso da Água nas Propriedades Rurais das mais diversas formas: irrigação, desendentação de animais (aves, suinos, bovinos, equinos, caprinos, bubalinos)psicultura, higienização de animais, de instalações e até para o consumo humano. O que estão tentando fazer com o uso da  água  nas propriedades rurais, é criar um imposto a mais. Pergunto: E SE O PRODUTOR RURAL ARMAZENAR TODA A CHUVA DURANTE UM ANO E DELA FAZER USO PARA SUAS ATIVIDADES, O GOVERNO IRÁ COBRAR IMPOSTOS? A chuva é um bem natural.
Em relação ao Meio Ambiente x Produção.
Nova bandeira do MST como motivo para invadir propriedades. De agora em diante o MST GREEN invadirá propriedades que não estejam dentro dos patamares conservacionista. Deixemos de lado a hironia e vamos falar de algo sério e compensador. O binômio produção sustentada / meio ambiente é a nova forma de Gestão da propriedade. A recomposição da Natureza se faz de duas maneiras: deixando a Natureza agir de forma natural e agindo de forma direta, com o replantio de espécies nativas que ali existiam antes das ações predatórias. A criação de corredores biológicos é uma necessidade. A recomposição da biota - fauna e flora - é uma urgência urgentíssima. Por exeperiência própria em mais de 70 projetos de implnatação de fazendas, recuperação e adequação, onde adotamos políticas ambientalmente corretas, os resultados foram extraordinários. Inclusive com adoção de uma política de uso e manejo de solo, evitando a compactação.Acredito ainda,que a adoção da agrossilvicultura., nas suas mais variadas matizes seria um dos elementos contribuintes.

Água: O bebedouro...
Todas as medidas a serem tomadas para mitigar os impactos gerados pela implantação de sistemas agropecuários, não serão suficientes para podermos dizer : COPO ESTÁ MAIS CHEIO E MENOS VAZIO. Espelhe-se no que aconteceu nas décadas de 40,50,60 do século passado, nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Em menos de 30 anos toda a cobertura da Mata Atlântica foi queimada literalmente. Agora estamos assistindo a destruição do Cerrado e da Floresta Amazônica. Há de se dar um basta. Há de se buscar aumentar a produtividade por hectare, de aumentar o desfrute por rebanho bovino, caprino, ovino, bubalino por hectare. Quando falo aumentar o desfrute por hectare estou falando diferente de desfrute(percentual do rebanho comercializado para abate anualmente). E por incrível que pareça e não sei se foi proposital o tema deste Fórum a água passa a ser o grande elemento decisor das atividades.
A medida que se expande a fronteira agrícola, o boi passa a ser o elemento primário da produção, para depois entáo dar vez a agricultura mecanizada e nessa ação expansionista nenhum cuidado com o meio ambiente, no qual a água se faz presente, são tomados. Dai a possibilidade do COPO ESTAR MAIS VAZIO E MENOS CHEIO.
Nosso abraço e parabéns pela iniciativa de trazer a discussão estes assuntos.
Médico Veterinário Romão Miranda Vidal

Responder
João Luis dos Santos João Luis dos Santos
Mestrado em Engenharia Agrícola
20 de Janeiro de 2010

Caro Dr Romão.

Eu que agradeço sua contribuição para os temas.
Realmente a água é no fim a causa de de todos os males, ou a fonte de toda bem e riqueza.
Vamos considerar isso no artigo que na verdade será escrito pela participação de todos nós.

Atenciosamente.
João Luis

Responder
23 de Janeiro de 2010

Olá senhores!!!Quero dizer que achei muito interessante a colocação de todos sobre o uso da água. Acredito que todos esses titulos são muito interessantes, mais que ungertes a serem tratados,como diz o outro... - Pra ontem!!! Também o segundo, produzir versos prezervar, que conduziremos uma produção maior por área é também ao meu ver uma caracteristica importantíssima para um país que tem pressa em se desenvolver, principalmente no agronegócio que é o nosso forte aqui no Brasil. Ficarei feliz em poder ler qualquer desses artigos.Obrigado e um grande abraço!!!

Responder
Roberto Carlos Vicente de Oliveira Roberto Carlos Vicente de Oliveira
Tecngº em Agronegócios
25 de Janeiro de 2010
Meio Ambiente: Produzir versos Preservar
Na minha opinião este tema hoje seria de maior relevância, pois notamos hoje em todos os setores porém com maior repercussão no setor agropecuária grande pressão para que sejam aplicadas códigos e legislações ambientais que em alguns casos se aplicadas inviabilizaria algumas pequenas propriedades familiares.Por outro lado temos no mundo uma população de mais de 6 bilhões de pessoas para alimentar, sendo que parte dessa população hoje não tem acesso a alimentação.
Assim sendo o desafio de produzir versos preservar é o questionamento a que toda a sociedade deve ser conduzida, principalmente gestores, técnicos, etc, conduzindo suas ações no sentido de criar e ou adaptar tecnologias que visem minimizar o impacto dos setores produtivos sobre o ambiente.
Responder
Hélio Cabral Júnior Hélio Cabral Júnior
Suinoculturo
3 de Fevereiro de 2010

E eis que temos aqui o mistério da ”trindade”, já que os 3 temas se comunicam e interpenetram e como gêmeos xipófagos com compartilhamento de orgãos vitais, cuja separação se faz quase impossível ou ao menos indesejável entretanto pelo momento que vivemos especialmente no Brasil, onde há em andamento uma consulta pública para definir-se os rumos a serem dados na redação das novas propostas de leis ambientais, creio ser o tema “Meio Ambiente: Produzir versos Preservar” de maior abrangência, contendo e englobando os outros e sobre água . 


Cordialmente,

Helio Cabral Jr

Responder
João Luis dos Santos João Luis dos Santos
Mestrado em Engenharia Agrícola
12 de Fevereiro de 2010

Prezados Maurício, Roberto Carlos e Hélio e demais participantes.

Muito obrigado por suas colocações e participação.
Quando formulamos as perguntas já pensávamos que os temas tinham um ponto de intersecção.
Entretanto, escrever um único artigo sobre os 3 temas poderia demandar um texto muito longo.
Então, considerando encerrada a pesquisa faremos o seguinte.
Dois artigos abrangendo os seguintes cenários:

Regulamentação: O uso da água nas propriedades rurais.
Água: O bebedouro esta meio cheio ou meio vazio?

Meio Ambiente: Produzir versos Preservar.
Água: O bebedouro esta meio cheio ou meio vazio?

Desta forma todos temas serão abordados sendo que a  água:  O bebedouro esta meio cheio ou meio vazio? será incluída nos dois dentro dos aspectos que lhe dizem respeito ao tema em questão.

Ainda, os temas e suas colocações nos motivaram a montar um projeto científico multidisciplinar para discussão mais profunda do assunto.

Abraços a todos que ajudaram.

Atenciosamente.
João Luis

Responder
Prof. Roberto de Andrade Bordin Prof. Roberto de Andrade Bordin
Doutor Ciencias Veterinárias (Sanidade); Mestre em Zootecnia (Nutrição e Produção Animal); Médico Veterinário
22 de Fevereiro de 2010
Olá amigos...

Excelente temas... sábia a decisão por 2 artigos.

Ressalto ainda que podemos deixar nossas posições políticas de lado e tornar a discussão mais relaxada.

Estou no aguardo dos artigos e no que eu possa contribuir para a formação dos mesmos.

abs
Responder
Matemático Arturo Gómez Matemático Arturo Gómez
Mestre em Matemáticas
23 de Fevereiro de 2010
Sei que o tema não esta nos candidatados, mas estou vindo agora enquanto trabalho, pela janela mais de 3 incendios nos morros da área Niteroi - São Gonçalo.
Esta região de mata atlántica devería ser preservada, pois além dos efeitos climáticos, possui grande quantidade de fauna e flora silvestres.
E criminosos aproveitam os períodos de seca para colocar fogo nos morros. No só na Amazonia existem queimadas e desmatamentos. Está sindo destruido o ambiente urbano e suburbano a pasos agigantados
Acho que a tribuna é válida para o planteamento

Obrigado
Responder
Edilene Cotrim Edilene Cotrim
Consultora Técnica
30 de Março de 2010

Todas as propostas são interessantes, é dificil dizer qual tema é mais importante, porque impactos ambientais muitas vezes são causados por não Preservar, e muitas vezes não se Preserva por não conhecer as melhores diretrizes a seguir........  água, o bebedouro está meio cheio ou meio vazio seria um excelente começo.

Edilene Cotrim

Responder
15 de Abril de 2010

Prezados, parabéns pela discussão e preocupação com o tema.
Acho que o produção x preservação é pertinente, visto nossa posição no mercado internacional. As carnes vem sendo criticadas constantemente, até pela FAO, como a principal causa da degradação de áreas, desmatamento e desperdício de água. 
Vejo o problema de forma mais sistêmica. A abordagem deve ser feita ao longo dos elos de produção. O que adianta fazermos o trabalho sustentável dentro da porteira se por exemplo o fornecedor do milho ou ração não cumprem com princípios da preservação ou se as industrias e comércio também não adotam e praticam o princípio.
Outro fator importante é que as condições do território brasileiro e a evolução tecnológica dos pilares da produção de carnes, genética, nutrição de precisão, bem estar e a sanidadade já contribuiram de forma significativa para a redução dos impactos ambientais. Eficiência [equal] sustentabilidade!
A esfera política, ambiente organizacional também deve ser levado em conta. Defender que redução dos impactos por meio da adoção de novas tecnologias, caminho mais factivel ao meu ver, seja estimulada pelo governo e não limitada e penalizada.
Bem meus caros, temos um longo caminho pela frente.
Abraços
Rafael

Responder
João Luis dos Santos João Luis dos Santos
Mestrado em Engenharia Agrícola
10 de Maio de 2010
Agradeço muito a colaboração que todos tem dado a este Forum.

Segue o link de um primeiro texto publicado que servirá de ambientação para abordar os próximos temas.

https://pt.engormix.com/MA-avicultura/administracao/artigos/contexto-mudancas-climaticas-possiveis_271.htm

De acordo com o relatório da FAO FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS - Rome, 2006 a criação de animais é mais danosa ao clima do que a poluição causada pelos automóveis e a produção de alimentos cresceu muito nos últimos anos.

O crescimento populacional, a cultura da alimentação america e o fortalecimento de economias do terceiro mundo são fatores que levaram ao expressivo aumento do consumo de proteína animal.

Abraços a todos.
Responder
10 de Maio de 2010
Acredito que todos os temas são de extrema importância, principalmente deiante do novo cenário que vivemos atualmente por conta da questão ambiental que levante muita discursão, principalmente quando se referem ao Brasil, por ser grande produtor de carnes (Bovinos, suinas, aves), e países industrializados, muitas vezes mais poluidores tentam atingir o Brasil por causa da Poluição gerada na Produção Pecuária, motivo pelo qual o Brasil deve se mostrar protegido para enfrentar este tipo de ataque, melhor forma é mostrando os manejos adotados visando a redução de impactos ambientais.

Na minha opinião o assunto Produzir versos preservas

Obigada
Responder
Matemático Arturo Gómez Matemático Arturo Gómez
Mestre em Matemáticas
11 de Maio de 2010
Provavelmente nao seja a visão produzir contra preservar, pois de qualquer maneira, nos acabamos prejudicando.
Por qué não pensar jeitos de produzir preservando? Por que no usar a estrategia de ganha - ganha?
Por qué enfrentar ao produtor e a sociedade?
Todos nos necesitamos.
Responder
2 de Junho de 2010

Por falarmos de água, resido no semiárido nordestino do Brasil, na região central do Ceará.
A meses venho desenvolvendo um projeto para fixação do caboclo nordestino no seu meio rural, não pretendo reinventar a polvora, apenas colocar em discursão o porque que as politicas públicas de nossas autoridades não conseguem enxergar o óbvio.

O gargalo dos sertões do semiárido é a falta de água e de alimentos, deixaremos todas as outras politicas públicas, como educação, saúde, transporte, segurança, moradia e emprego, vamos focar apenas, água e alimentos. Em Canindé possui dentro dos assentamentos da Reforma Agrária, aproximadamente 1.370 ha de terras vazanteiras, áreas agricultáveis que margeiam os nossos reservatórios de água doçe, captadas durante o período chuvoso nos açudes (barragens de terra).

O projeto consiste, em aproveitar o manancial de ágúa disponível para produção de alimentos e abastecimento de água para o consumo humano e animal, respeitando o meio ambiente e preservando as nossas fontes e manaciais, mantendo as nossas reservas hídricas ecologicamente corretas,produzir sem agredir.

Utilizaremos a fonte de energia solar fotovoltáica de 200 watts, uma bomba de superfície com vazão 60.000 litros dia (5 horas), com elevação máxima de até 14 metros, uma caixa dágua de anel pré-moldado de 1 metro de altura x 0.90 centimetros, de diámetro com cinco aneis (5 metros), a serem instaladas a montante, nas margens dos açudes, acima do nível de sangria, objetivo: Implantação de 0,5 ha de irrigação por gotejamento, para produção de alimentos orgânicos, como feijão, milho, batata doce, abobora, legumes, e fruteiras. Construção de outra caixa dágua de anel pré-moldado de 1 metro de altura x 0.90 centimetros, de diámetro com cinco aneis (5 metros), próximo a casa numa distancia de até 120 metros e no máximo 14 metros de altura, para consumo humano e animal.

Orçamento:
Conjunto de eletro/bomba solar fotovoltáica. R$ 6.800,00 (instalada)
2 Caixas dágua pré-moldadas. R$ 1.400,00 (Instalada)
Assessórios irrigação,gotejamento, para 0,5 ha, com mangueira de 1/2 polegada, gotejadores de encaixe. R$ 3.000,00
Assessórios para instalação e distribuição domiciliar. R$ 500,00
Cercas periféricas, 300 m. R$ 1.500,00
Total: R$ 13.500,00( U$ 7.336)

Agente financeiro: Banco do Nordeste do Brasil S/A.
Linha de Crédito: FNE-PRONAF-SENIÀRIDO.
Juros: 1[percent] aa.
Prazo: 10 anos com 3 de carência.
Garantias: Sem garantia real. Nota de Crédio Rural.

Cada projeto objetiva, manter o homem do campo e sua familia no seu habitat, no seio da sua familia, mantendo suas origens, com dignidade. Pode-se implantar este sistema em qualquer parte do mundo, nas margens dos rios, lagos, barragens e açudes. Economizando com custos de implantação de rede elétrica, economizando os parcos recursos hídricos disponíveis, pois a irrigação é a montante, na própria bacia hidráulica dos reservatórios, com isso, evita-se, a evaporação pelo uso do sistema de gotejamento, garante o abastecimento dágua para o consumo humano e animal.

Preserva-se: o homem, a família, as águas e o meio ambiente, com a natureza preservada o planeta agradece.

Vamos por em discursão, vamos debater, vamos sugerir mudanças com outras idéias, vamos tentar.




Responder
1
print
(3435)
(18)
Deseja opinar nesta discussão sobre: Fórum: Meio Ambiente - Temas que você consideraria mais importante para ser abordado em novo artigo??
Engormix se reserva o direito de apagar e/ou modificar os comentários. Veja mais detalhes
Comentar
Criar nova discussão :
Se essa discussão não abrange temas de interesse ou levanta novas questões, você pode criar uma outra discussão.
Consultar um profissional em particular:
Se você tem um problema específico, você pode executar uma consulta em particular a um profissional em nossa comunidade.
Prof. Matheus Lima
Prof. Matheus Lima
Professor na Federal do Sul da Bahia
  Itabuna, Bahia, Brasil
 
   | 
Copyright © 1999-2019 Engormix - All Rights Reserved