engormix
search
search
  /  
  /  
Marcelo Fernandes Faria
Marcelo Fernandes Faria
Vinhedo, Sao Paulo, Brasil

Glucan Mos aditivo prebiótico para animais

Glucan Mos

As informações de vídeo
Ver mais

O GLUCAN MOS é um aditivo prebiótico composto por frações específicas da parede celular de levedura. Possui 1,3 e 1,6 β-glucanos e mananoligossacarídeos (MOS) microparticulados por hidrólise enzimática, processo que aumenta sua atividade molecular. É recomendado para todas as espécies animais e para todas as fases de desenvolvimento e de produção.

Componentes:

Os 1,3 e 1,6 β-glucanos são oligossacarídeos constituídos por monômeros de glicose ligados entre si e também por meio de ligações β-glicosídicas, com capacidade direta na estimulação da atividade imunológica do animal e na adsorção de micotoxinas. Já os mananos atuam impedindo a proliferação de bactérias patogênicas e possuem efeito na imunidade local e sistêmica. Os mananos agem na aglutinação de bactérias que possuam fímbrias do tipo I.

Ações:

  • Atua no Sistema Imune: β-glucanos estimulam células imunocompetentes, mediadores químicos e ativam os macrófagos, promovendo maior atividade fagocitária e melhorando a resposta imunológica do animal. Os mananos agem diretamente na imunidade local e sistêmica, com produção de IgA (protege a mucosa de agressões) e IgG (auxilia na fagocitose).
  • Substrato para bactérias benéficas intestinais (ferramenta no controle de clostridioses e enterites bacterianas): Mananos estimulam o crescimento e o desenvolvimento de bactérias benéfi cas (Lactobacillus e Bifidobactérias) do trato gastrointestinal, ativando seu metabolismo. Dessa forma, a colonização intestinal indesejável é reduzida por exclusão competitiva, pela competição nos sítios de ligações, pela moderação no estímulo das células caliciformes para produção de muco ou pela produção indireta de ácidos graxos de cadeias curtas e medias, resultando em menor incidência de infecções e melhor integridade da mucosa intestinal.
  • Aglutina bactérias patogênicas com fímbrias do tipo I (ferramenta no controle de salmoneloses e colibaciloses): Bactérias como E. Coli e Salmonelas ligam-se aos mananos e são carreadas para fora do organismo do animal, não aderindo ao epitélio intestinal.
  • Auxilia no controle de micotoxinas: Os 1,3 e 1,6 β-glucanos ligam-se às micotoxinas por meio de pontes de hidrogênio e ligações de Van der Walls, impedindo que sejam absorvidas pelo organismo animal.

Nível de garantia:

  • Beta glucanas: 300,00 g/Kg (min)
  • Glucomananos: 420,00 g/Kg (min)
  • Mananoligossacarídeos: 120,00 g/Kg (min)
Glucan Mos