Explorar
Comunidades em Português
Anuncie na Engormix

Impacto das úlceras gástricas

Publicado: 4 de agosto de 2021
Por: APC, Brasil
Um dos problemas mais comuns nos sistemas modernos de produção de suínos em todo o mundo é a presença de úlceras gástricas, que podem levar a taxas de mortalidade de até 1% em suínos em fase de crescimento e matrizes, porém as úlceras podem afetar os suínos em todas as fases de produção. (Can Vet J. et al. 2002)
Como os produtores, nutricionistas e veterinários podem ajudar granjas de suínos com desafios por úlceras gástricas? Parte da resposta pode ser incluir as proteínas funcionais do plasma para suínos leves e em risco, seja misturando-as na água ou top dressing, por cima da ração.
CAUSAS DAS ÚLCERAS EM SUÍNOS
Existe um consenso na comunidade da ciência animal de que a causa das úlceras em suínos é multifatorial por natureza. Os suínos normalmente desenvolvem úlceras durante períodos de grande estresse durante o ciclo produtivo, como transporte por longas distâncias, clima extremo e adaptação a rearranjos sociais em mudanças de lotes. Esses fatores de estresse podem causar eventos de inapetência. O excesso de ácido estomacal pode danificar rapidamente a região esofágica do estômago, causando o desenvolvimento de úlceras. O efeito cascata inclui dor e uma ainda maior redução do consumo de ração. Em casos graves, pode levar à erosão do epitélio e mucosa estomacal, o que pode resultar em sangramento e até morte súbita. Isso cria um ciclo vicioso que não se corrige por si só sem intervenção.
Impacto das úlceras gástricas - Image 1
IMPACTOS ECONÔMICOS
Como a quarta maior causa de mortalidade em suínos, as úlceras gástricas são um problema caro para a indústria suína com suínos perdidos antes de serem comercializados no mercado. Atualmente não existem opções de tratamento disponíveis que possam ser prescritas por veterinários para curar úlceras. No entanto, produtores e veterinários obtiveram sucesso com o uso de proteínas funcionais derivadas do plasma.
Um grande estudo comercial integrado mostra que o uso de proteínas funcionais derivadas do plasma melhora as taxas de recuperação da úlcera em suínos em mais de 70%, com um retorno médio do investimento de 8:1.
Impacto das úlceras gástricas - Image 2
Impacto das úlceras gástricas - Image 3“Cachaços com sintomas de úlceras retornaram ao processo de coleta de sêmen em até 15 dias após receberem 30 g por dia de AP 920.” Cliente da APC no Brasil, comunicação pessoal, 2020
PROTEÍNAS DERIVADAS DO PLASMA AJUDAM NA RECUPERAÇÃO
Resultados de pesquisas e testes comerciais demonstram que o uso de proteínas funcionais derivadas do plasma pode ser uma ferramenta eficaz para ajudar a regenerar tecidos (Rhoads et al.,2000) e acelerar a recuperação de úlceras (Crenshaw et al., 2003).
O plasma é composto de uma mistura complexa de proteínas funcionais (PFs) que incluem transferrina, lisozimas, fatores de crescimento, citocinas, imunoglobulinas e muitos outros componentes que têm um impacto profundo e positivo em suínos. Consumidos via oral, as PFs apoiam a resposta imunológica natural do corpo à inflamação e ajudam o sistema imunológico a responder de forma mais rápida e eficiente. Isso ajuda os animais a usar sua energia para funções produtivas, em vez de usá-la para combater o fator de estresse. As PFs ajudam a minimizar os efeitos dos estressores e fazer os animais voltarem ao normal de forma rápida, eficaz e consistente (Pérez-Bosque et al., 2016).
Pesquisa demonstrou que as proteínas derivadas do plasma:
• Reduziram a extensão e gravidade dos sintomas
• Ajudaram a recuperação dos animais mais rapidamente
• Estimularam a ingestão de água e ração
• Recuperaram os suínos com úlcera, aliviando a dor
• Promoveram o ganho de peso
• Melhoraram a porcentagem de suínos que se recuperam para se tornarem animais de valor integral
Proteínas derivadas de plasma ajudam a acelerar a cicatrização de lesões
Resumo do Estudo (Rhoads et al.,2000)
Estudo demonstrou o efeito das proteinas plasmáticas na regeneração de enterócitos.
Impacto das úlceras gástricas - Image 4
Teste de proteínas de plasma em úlceras gástricas
(Crenshaw et al., 2003 - AASV)
Resultados necrópsia
Impacto das úlceras gástricas - Image 5
Tópicos relacionados
Junte-se para comentar.
Uma vez que se junte ao Engormix, você poderá participar de todos os conteúdos e fóruns.
* Dados obrigatórios
Quer comentar sobre outro tema? Crie uma nova publicação para dialogar com especialistas da comunidade.
Criar uma publicação
Junte-se à Engormix e faça parte da maior rede social agrícola do mundo.
Iniciar sessãoRegistre-se