DESEMPENHO DE LEITÕES DE MATERNIDADE SUPLEMENTADOS VIA ORAL COM COMPOSTO MULTIVITAMINICO E DE AMINOACIDOS.

Publicado: 20/04/2016
Autor/s. :
Sumário

O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho de leitões na fase de maternidade (0-28 dias) submetidos a suplementação via oral com composto multivitamínico e de aminoácidos. Para a realização do estudo foram utilizados 170 leitões de 10 leitegadas, de ambos os sexos, filhos de primíparas e multíparas, resultado de inseminação intrauterina. Os animais foram divididos em dois grupos, tratamento (n=65) com peso médio inicial de 1,427 Kg e controle (n=65) com peso médio ao nascimento de 1,573 Kg. O experimento foi realizado com duas repetições. Os animais submetidos ao tratamento receberam duas doses do suplemento, sendo a primeira até 12 horas após o nascimento e a segunda dose 48 horas após. Durante todo o período experimental os leitões foram avaliados quanto:desempenho e mortalidade. Os dados obtidos foram analisados utilizando teste t para um intervalo de confiança de 95%. Foram considerados dados estatisticamente significativos quando p<0,001. A análise estatística foi realizada utilizando GraphPad Prism 5. Os dados observados demonstram que a o grupo tratado, com peso médio ao desmame de 8,1Kg apresentou significativo ganho de peso no período de 6,7 Kg (p<0,001), com um ganho de peso médio diário de 239,1g/dia (p<0,001), quando comprado com o grupo controle que apresentou peso médio ao desmame de 7,8Kg, com um ganho de peso de 6,3Kg e ganho de peso médio diário de 225,4g/dia. Desta forma, os dados demonstram que a suplementação com o referido composto multivitamínico e de aminoácidos, na posologia avaliada surge como uma alternativa eficiente para melhora do desempenho de leitões na maternidade, representando maior lucratividade. Além disso, este composto pode representar uma alternative promissora para a recuperação de leitões com baixo peso ao nascimento ou ser empregado na recuperação de leitões convalescentes.

 

Palavras-chave: nutrição; produção de suínos; sanidade animal.


Introdução

O desmame de leitões com bom peso representa um dos maiores desafios para suinocultura moderna. Leitões pequenos geralmente ingerem menos colostro recebendo consequentemente um menor aporte energético e imunitário, tornando-se mais expostos às enfermidades (DEWEY et al.,2008). A suplementação em leitões fracos buscando maior viabilidade dos mesmos já é praxe na suinocultura. Entretanto, atualmente enfrentamos dificuldades em realizer este manejo, visto que, o déficit de mão de obra em granjas de suínos e de aproximadamente 65% (LESSKIU et al.,2015). O desempenho dos animais nas fases subsequentes ao desmame depende de uma serie de fatores como: pressão de infecção, ambiente que o animal esta inserido, genética, nutrição e peso ao desmame (DE GRAU et al., 2005). Assim, é fundamental desenvolver estratégias que possibilitem maximizar o ganho de peso na maternidade na tentativa de favorecer a fase subsequente. Estudos mostram que leitões que estão abaixo do peso no nascimento e ao desmame não conseguem desempenho satisfatório nas fases sequentes (PARDO et al.,2013). Neste contexto, a proposta deste trabalho foi avaliar o desempenho de leitões na fase de maternidade (0-28 dias) submetidos a suplementação via oral com composto multivitamínico e de aminoácidos.

 

Material e Métodos

Para a realização do estudo foram utilizados 170 leitões provenientes de 10 leitegadas (Agroceres x Agroceres) do nascimento (dia 0) a desmama (dia 28) de ambos os sexos filhos de primíparas e multíparas, provenientes de inseminação intrauterina, nascidos no mesmo dia. As matrizes foram alojadas em maternidades suspensas no mesmo galpão. Os animais foram divididos em dois grupos: controle (n=65) com peso médio ao nascimento de 1,573 Kg e grupo tratamento (n=65) com peso médio inicial de 1,427 Kg. O experimento foi realizado com duas repetições. Todos os animais foram pesados logo após o nascimento e no dia da desmama. Todos os animais receberam duas doses de suplemento, sendo a primeira até 12 horas após o nascimento e a segunda dose 48 horas após. O grupo controle recebeu 2mL de solução salina a 0,085%, o grupo tratado recebeu 2mL de um complexo multivitamínico e de aminoácidos (Tabela 1). Todos os animais receberam ração em cochos suplementares a partir do décimo dia de vida. Durante todo o período experimental os leitões foram avaliados quanto: desempenho e mortalidade. Ao final do experimento foi avaliado o peso, o ganho de peso diário e o ganho de peso no período. Os dados obtidos foram analisados utilizando teste t para um intervalo de confiança de 95%. Foram considerados dados estatisticamente significativos quando p<0,05. A análise estatística foi realizada utilizando GraphPad Prism 5 (GraphPad Software Inc., San Diego, CA, USA).

 

Tabela 1 – Níveis de garantia em 1000 mL do complexo multivitamínico e de aminoácidos.

 

Resultados e Discussão

Não foram observadas diferenças nos índices de mortalidades entre os grupos. Durante todo o período do experimento também não foi observado nenhum tipo de patologia com sinais clínicos afetando os lotes estudados. Também observamos que o manejo de aplicação do suplemento não impactou na rotina e nem sobrecarregou a mão de obra da granja, visto que, as duas aplicações coincidiram com manejos já tradicionais das granjas (toalete do leitão - primeira dose e aplicação de ferro dextrano - aplicação da segunda dose). Os dados observados demonstram que o grupo tratado, com peso médio ao desmame de 8,1 Kg apresentou significativo aumento no ganho de peso de 6,7 Kg (p<0,001) e ganho de peso médio diário 239,10 g/dia (p<0,001) quando comprado com o grupo controle que apresentou peso médio ao desmame de 7,8 Kg, com um ganho de peso de 6,3 Kg e ganho de peso médio diário de 225,4 g/dia. Com base nos resultados acima, mostramos que a suplementação com o referido composto pode ser uma boa ferramenta de auxilio na recuperação de animais que estão abaixo da curva de crescimento, seja pelo baixo peso ao nascimento ou alguma  enfermidade que possa comprometer o seu desenvolvimento.

 

Conclusões

Os dados deste experimento demonstram que a suplementação com o compost multivitamínico e de aminoácidos pode representar uma alternativa eficiente para melhora do desempenho de leitões na maternidade, representando maior lucratividade. Além disso, este manejo de suplementação pode representar uma ferramenta promissora para a recuperação de leitões com baixo peso ao nascimento ou com déficit de desempenho na maternidade.

 

Referências Bibliográficas

1. DE GRAU, A.; DEWEY, C.; FRIENDSHIP, R.; DE LANGE, K.; 2005. Observational study of factors associated with nursery pig performance. Canadian Journal os Veterinary Research, (69(4)): 241–245.

2. DEWEY, C. E.; GOMES, T.; RICHARDSON, K.; 2008. Field trial to determine the impact of providing additional care to litters on weaning weight of pigs. Canadian Journal os Veterinary Research, (72 (5)): 390–395.

3. LESSKIU, P.E.; GONÇALVES,M.; ANDRADE, E.; MALLMANN, A.L.; 2015. Racionalização do uso de mão de obra nas maternidades das unidades de produção de leitões. In: IX SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE SUINOCULTURA., Porto Alegre. Anais. Porto Alegre: SIMSUI. P. 297- 312.

4. PARDO, C.E.; KREUZER, M., BEE, G.;2013. Effect of average litter weight in pigs on growth performance, cascass characteristics and meat quality of the offspring as depending on birth weight. Animal. 7, 1884-1892.


***O TRABALHO FOI ORIGINALMENTE APRESENTADO DURANTE O XVII CONGRESSO ABRAVES 2015- SUINOCULTURA EM TRANSFORMAÇÂO, ENTRE OS DIAS 20 e 23 DE OUTUBRO, EM CAMPINAS, SP.

 
Autor/s.
 
remove_red_eye 132 forum 0 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
Ver todos os comentários
 
   | 
Copyright © 1999-2019 Engormix - All Rights Reserved