Discussão criada em 11/07/2009

Prevenir Roubo de gado com a identificação electrónica

Prevenir Roubo de gado com a identificação electrónica

O Programa Controle Pecuária Transportes foi criado para a aplicação na parte de segurança pública (policiais potência, segurança e saúde), pois é nossa opinião que o sistema de marcas e sinais e é fácil de defraudar já cumpriu o seu ciclo.
No que diz respeito ao imposto por vezes devido à ignorância e às vezes não é denunciado por venda fraudulenta de criadores de animais em risco de estes animais, no caso de um bilhete vai cair em cima do agricultor rural.

Confrontado com a implementação de métodos computorizados, o uso de chips e de leitores que têm investigado esta solução possível mordomo.

Síntese como não convencionais como o burro é o animal um número de motor .-
Será que o sistema de identificação electrónica no nosso país, este sistema é utilizado para a rastreabilidade da carne é ter um melhor controlo e qualidade de carnes, aplicam-se apenas na esfera privada.

Nossa idéia é implementar este sistema no domínio da administração pública .-
Estamos também trabalhando em um projecto de lei para implementar o sistema semelhante ao DOCUP cavalos, o que também pode ser absorvida por esta lei .-

BENEFÍCIOS

Sanidade animal: epidemias são detectados e controlar febre aftosa surtos ou epidemias ou transfronteiriços doenças e pragas que constituem uma ameaça para a segurança alimentar através dos assuntos agrícolas autoridades

SEGURANÇA: Fácil de controlar e cobrar de rapto de animais roubados pela polícia, alcançando velocidade máxima e de controlo.

Primary controle em gado, cavalos, rebanhos reprodutores, etc., Segundo controle rota por policiais ou agrícola e último lugar na geladeira para baixo animal .-

remove_red_eye 5120 forum 7 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
9 de Agosto de 2009
La identificación electronica es una muy buena elección por que permite evaluar y realizar trazabilidad en nuestro hato ganadero, en Colombia los caballos de paso fino son identificados con micro chips incrementando la seguridad del propietario.
Responder
11 de Agosto de 2009
CASTELLANO-ESPAÑOL
Estimado visistante la pregunta del millon es ¿Que pasa cuando el animal no esta marcado, o peor que ello cuando la marca ha sido violada o desnaturalizada como lo explico perfectamente en mis exposiciones publicas.- Lamentablemente esta situacion lo unico que hace, hasta tanto no es establezca la identificacion electronica es que los delincuentes roba ganado, cuatreros o como usted quiera llamarlo, continuan haciendose ricos a costa del productor ganadero quien se halla impotente ante esta situacion.- Esa es una de las tantas ventajas al sistema de identificacion publica.- Gracias por dejar su comentario.-


PORTUGUES

Caro visitante da pergunta é: O que acontece quando o animal não está marcada, ou pior do que isto quando a marca foi violado ou desnaturado como bem explicado na minha apresentações públicas .- Infelizmente, esta situação o único que, na pendência identificação electrónica está estabelecido é que os criminosos roubam gado rustlers ou seja lá como você quiser chamá-lo de continuar a ser ricos em detrimento dos produtores que são impotentes gado nesta situação .- Este é um dos muitos benefícios para o sistema de identificação pública .- Obrigado por deixar o seu comentário .-
Responder
Romão Miranda Vidal Romão Miranda Vidal
Médico Veterinário
25 de Novembro de 2009
Srs.
A identificação eletrônica, seja ela com micro-chips implantado subcutâneamente, ou com o uso de brincos auriculares com micro-chips ou ainda o bólus intra-ruminal, tese seriam métodos seguros. O mais recomendado é o micro-chip. Brincos auriculuares são facilmente substituídos e o bolus pode ser retirado via uma intervenção (cara e com riscos).
Portando a preensão de roubo de animais além da mcrochipagem, teria que buscar novos rumos. Mas o que apresenta maior eficácia é o uso de micro-chips, via subcutânea.
Acredito que tudo o que se refere a Rastreabilidade animal, em termos de Brasil, até então foi uma das maiores farsas patrocinadas pelo MAPA. A maioria das certificadoras deixaram de existir, pois só se preocupavam em aplicar os ditos brincos e nada mais.
Convido aos colegas acessar o Google rastreabilidade animal microchip romão miranda vidal, onde modestamente comentamos sobre o uso de micro-chip.
Atenciosamente.
Médico Veterinário Romão Miranda Vidal
Responder
26 de Novembro de 2009
Primeiro de tudo obrigado por seu contato, no que diz respeito às fichas de vidro eu explicar que estas não são utilizadas na Europa para o medo da contaminação de carne com vidro quebrado se houver .- Seria em jogo e estrita responsabilidade direito subjetivo, como é o caso, os advogados devem jogar no meu programa .- chips Aca não o suficiente para colocar em qualquer mercado, mas deve realizar atividades de segurança relevantes para a prevenção do roubo e vigilância da saúde .- Para muitos que pensam que basta colocar o chip e nada mais .- Não contarario após esse id mais do que nunca deve agir da polícia rural e os inspectores de saúde do país a implementar este Claramente sistema .- com muito bons resultados na Austrália e Nova Zelândia .- Muitos cumprimentos de Buenos Aires, Argentina .-
Responder
14 de Dezembro de 2009
Deputado Miranda agradeço a sua participação no fórum, porque eu acho que este programa é de grande valia para o público porque, por um lado dá ao agricultor a possibilidade de estabelecer feaciente como a posse de gado de um lado pela simples posse, tal como previsto no nosso caso da Argentina, do Código Civil, ou seja, enquanto o animal não seja perdido ou roubado o titular é o proprietário, por outro lado, exige que a administração pública através dos meios de policial (quer segurança como a saúde animal, etc) para controlar os rebanhos de gado de forma incansável para evitar o roubo .- Minha pergunta é no Brasil imaginar surto do mal da vaca louca em um mercado concentrado, bem como na Argentina Eu acho que seria impossível controlar esse surto, não sabemos onde esse gado .- Assim, devemos usar os meios tecnológicos é um chip de vidro ou de microchips ou em bolus no rúmen, como você, eu também sou contra o uso de salto fones de ouvido, porque eles são fáceis de fraudar .- Esperemos que os nossos governos utilizada na maioria destes sistemas, da qual sou um dos criadores para a prevenção do roubo e vigilância da saúde .- Você pode ver a minha página na Internet, colocando controlganado em castelhano, e ler Artigos para tradutores .- Saúde tem acompanhado de perto e desejar-lhe feliz Natal .-
Responder
Hérica Debiazzi Hérica Debiazzi
Produtor de gado de corte
13 de Abril de 2017
Boa tarde a todos, sou novata no ramo e sem experiência. Estou com problemas sério de roubo de gado na minha terra. Gostaria de saber se é viável o uso do chip, ´para um rebanho realmente muito pequeno. A área é próxima da cidade e daqui no máximo dois anos será zona urbana. Porém, gostaria de manter um rebanho, mas o risco de roubo é eminente. Então pensei no micro-chips, via subcutânea. Se alguém puder me orientar eu agradeceria.
Responder
14 de Fevereiro de 2018
No Brasil onde podemos contar com essa tecnologia?
Responder
1
print
(5120)
(7)
Deseja opinar nesta discussão sobre: Prevenir Roubo de gado com a identificação electrónica?
Engormix se reserva o direito de apagar e/ou modificar os comentários. Veja mais detalhes
Comentar
Criar nova discussão :
Se essa discussão não abrange temas de interesse ou levanta novas questões, você pode criar uma outra discussão.
Consultar um profissional em particular:
Se você tem um problema específico, você pode executar uma consulta em particular a um profissional em nossa comunidade.
 
   | 
Copyright © 1999-2019 Engormix - All Rights Reserved