Confinamento de bovinos

Confinamento

Publicado o: 01/03/2010
Autor/s. :

Confinamento é o sistema de criação de bovinos em que se trabalha com animais fechados em áreas restritas e onde é fornecido de maneira controlada água e alimentos em cochos. É um sistema produtivo mais comumente utilizado na fase de terminação dos animais, embora existam sistemas de confinamentos com outras finalidades também como: preparos de touros para vendas, vacas de cria - muito raro, entre outros.

Quando o produtor pensar em sistema de confinamento é muito importante definir claramente o sistema em questão, pois inúmeras variáveis devem ser analisadas, tais como aptidão dos animais a serem confinados, capacidade de imobilização de capital da propriedade, fatores mercadológicos (valor da @ do boi, insumos em geral, etc), localização (pensando em aquisição de insumos / rações e escoamento do produto final)  disponibilidade de volumoso, instalações necessárias e um ótimo gerenciamento deste sistema de produção, desde a parte operacional do dia a dia de rotina do confinamento até a parte de gestão financeira do sistema. O confinamento é uma ótima ferramenta de otimização do sistema produtivo, porém deve ser muito bem planejado, controlado e gerenciado, pois do contrário pode trazer prejuízos ao produtor.

Análises detalhadas sobre tipo e qualidade dos animais a serem confinados são extremamente importantes, pois deve -se optar por animais em faixa etária e com potencial genético que proporcione ganhos de pesos satisfatórios, pois no sistema de confinamento mantença de peso é anti-econômico. Toda a parte de manejo sanitário também deve estar em dia como: vacinações, vermifugações, controles anti-parasitários entre outros. O animal deve estar apto a entrar no confinamento para ganhar peso.

A alimentação, fator prioritário deste sistema de produção, é composta geralmente por dietas que compreendem a utilização de alimentos volumosos associados a alimentos concentrados, a chamadas rações.

Volumosos: geralmente é um dos fatores determinantes de um sistema de confinamento, pois constituem uma importantíssima variável neste sistema produtivo. Os volumosos mais utilizados em sistemas de confinamentos são as silagens, podendo ser de milho, milheto, sorgo, entre outros e que possuem boas propriedades nutricionais. Outros volumosos como cana-picada, bagaço de cana-de-açúcar, entre outros, podem ser utilizados de forma estratégicas e funcionais, porém possuem baixos níveis nutricionais, trazendo assim uma necessidade maior de alimentos concentrados (rações) para o atendimento do requerimento nutricional nesta fase de produção.  O produtor quando opta em utilizar silagens para o sistema de confinamento deve se preparar com muita antecedência, pois estamos falando de um processo que compreende desde o preparo do solo, plantio, colheita e ensilagem.

Rações concentradas: Ponto extremamente importante que possibilitará o fechamento da dieta a partir da definição do volumoso a ser utilizado. Uma boa ração concentrada é aquela que traz em sua composição toda a parte de minerais, vitaminas, proteína bruta e energia que somada aos nutrientes oriundos do alimento volumoso serão condizentes com o atendimento do requerimento nutricional diário do animal. Este atendimento do requerimento nutricional também esta correlacionado com a chamada biodisponibilidade deste alimento para o animal, ou seja, o que o animal ingere deste alimento e o que realmente é aproveitado para ser transformado em massa corporal. A biodisponibilidade dos alimentos veiculados nas rações está intimamente ligada a qualidade das matérias primas utilizadas, bem como os balanceamentos e as utilizações conjuntas de fontes de energias e proteínas. Outro ponto importante neste alimento é a utilização de aditivos promotores de crescimentos, que possuem a função de otimização de flora ruminal e com isso podem trazer incrementos produtivos nas taxas de 10-15% em ganhos de peso.

Dietas: Os balanceamentos das dietas e as proporções entre concentrado:volumoso, vão depender da qualidade do volumoso e da ração concentrada, como também da necessidade de ganho de peso diário para os animais.  Maiores taxas de ganho de peso requerem maior concentração energética na dieta. Dietas com baixa concentração energética (ex:à base de volumosos exclusivamente) são utilizadas com uma eficiência muito mais baixa para o ganho de peso, ao contrário de dietas com alta concentração energética (relação volumoso:concentrado de 80:20, por exemplo) que podem ser utilizadas com uma eficiência muito maior para o ganho de peso. Atualmente confinamentos que possuem a facilidade da utilização do bagaço de cana-de-açúcar como volumoso (em função da proximidade de usinas de sucroalcooleiras) nas chamadas dietas de alto grão chegam a utilizar proporções de concentrados acima de 90%. Nesta situação dispensa-se o uso de silagens e todo trabalho de plantio, colheita, entre outras atividades para produzir volumosos.

Uma nova tecnologia disponível no mercado de nutrição de ruminantes são as chamadas rações de dietas totais, as quais o produtor não necessitará ter a preocupação com a produção antecipada de volumosos e também não precisar realizar todo o manejo de misturar rações com volumosos. Este tipo de ração é a única e exclusiva fonte alimentar para os animais, basta somente o produtor fornecê-la no cocho e a mesma atenderá completamente os requerimentos nutricionais dos animais e proporcionará ganhos de pesos tão bons como de um confinamento que utiliza volumosos na dieta. Esta é uma tecnologia que proporciona aos produtores rurais que não possuem estruturas de confinamentos montadas, poder realizar esta atividade com muito mais praticidade e no tempo em que quiser, basta somente fornecer a ração. Por exemplo: o produtor não se preparou para engorda de animais e de repente o mercado sinaliza altas na @ do boi o produtor pode utilizar esta ferramenta para gerar ganhos e otimizar seu sistema produtivo.

Contudo é muito importante as devidas orientações técnicas de profissionais habilitados e capacitados para a confecção correta de dietas e planos nutricionais para esta atividade e com isso resguardar o produtor rural de possíveis perdas neste importante segmento de produção.

 O confinamento é uma atividade que vem crescendo ano após ano no mercado brasileiro e o Brasil atualmente é um dos principais confinadores do mundo, exportando tecnologias de manejo e conhecimento neste sistema produtivo. Segundo dados da AgraFNP nos últimos 3 anos o número de animais confinados no Brasil teve um crescimento de 19,6%, saltando em 2005 com um rebanho de 2.305.000 cabeças para 2.757.000 de cabeças em 2008, tendo como os principais Estados confinadores Goiás, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A Evialis do Brasil com as marcas Socil e Zoofort iniciou suas atividades em 2007 na planta de Primavera do Leste - MT uma atuação fortíssima neste segmento produtivo, levando ao produtor rural rações concentradas de alta tecnologia para ganhos de peso associada a toda parte de orientações técnicas e acompanhamentos, através de equipe técnica composta por zootecnistas, engenheiros agrônomos e médicos veterinários,   para esta importante atividade produtora de carne no Brasil.  O grupo investiu nesta localidade por ser um importante pólo produtor de grãos e com isso proporcionar ao mercado produtos voltados para confinamento com matérias primas de alta biodisponibiliade e tecnologia condizentes para esta atividade. O grupo atua com negociações de contratos de fornecimentos de rações ao produtor rural fixando os valores da ração para alimentação animal e desde já computa um crescimento expressivo nesta formatação de negociação na casa de 66,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

 
remove_red_eye 2610 forum 0 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
Ver todos os comentários
 
   | 
Copyright © 1999-2019 Engormix - All Rights Reserved