engormix
search
search

Métodos para adição de plasma spray dried em alimentos secos de cães e gatos

Publicado: 13/08/2018
Autor/s. : Javier Polo e Luís F. S. Rangel, Med. Vet, M.Sc.

O plasma spray dried é um ingrediente único que contém uma mistura complexa de diversas proteínas, fatores de crescimento, fatores de complemento, peptídeos bioativos, citocinas e outros componentes. Alguns destes componentes têm função biológica importante em humanos e animais. A utilização do plasma spray dried na dieta demonstrou que pode modular a resposta imune através de mecanismos interativos entre o intestino e outros tecidos do sistema imune e auxilia cães e gatos a manterem o seu estado de saúde uma vez que auxilia em situações de estresse (Pérez-Bosque, Polo e Torrallardona, 2016).

No entanto, muitas vezes ocorrem dúvidas sobre como se pode adicionar o plasma em kibbles de cães e gatos. A seguir, sugerimos quatro métodos para essa aplicação:

 - Adicionar o plasma como um ingrediente antes da extrusão. Essa é a forma mais simples e o artigo de Quigley, et. al. (2004), demonstra que os benefícios na digestibilidade para cães são similares quando o plasma é adicionado antes ou depois da extrusão. Esses resultados estão de acordo com os obtidos por Rodríguez et. al. (2016) que demonstraram que uma ração úmida em lata (submetida à esterilização) teve a digestibilidade melhorada quando o plasma foi adicionado na formulação da dieta.

- Pulverizar o plasma por em cima do kibble após o banho de óleo e digest. Essa é uma forma de aplicação que alguns produtores de alimentos secos para animais de companhia utilizam na Europa e no Brasil. É necessário regular a velocidade de pulverização na linha de produção. Essa forma permite adicionar uma quantidade limitada, em torno de 1%, e fica difícil ultrapassar os 2%. Por outro lado, é uma forma simples de adicionar e permite demonstrar por meio de análises de imunoglobulinas que o produto contém plasma.

- Misturar com gordura animal (comumente sebo) na proporção 1:1 ou 1:2 e adicioná-lo ao kibble no momento da adição da gordura após a extrusão. O plasma dissolve-se melhor em gordura ou óleo do que na água. Essa forma é mais trabalhosa porque exige que o plasma seja dissolvido na gordura, mas também permite detectar a presença do plasma no produto final.

- Utilizar o sistema de vaccum coating para pet food, que é uma tecnologia relativamente nova e já disponível em algumas fábricas de ração para animais de companhia. Essa tecnologia permite a injeção de ingredientes no final do processo, após a extrusão, o que garante que não haverá problemas devido ao processo no produto adicionado.

Essas quatro alternativas permitirão a qualquer produtor de alimentos para cães e gatos incorporar em seus produtos as vantagens nutricionais e de saúde que alcançadas com o uso das proteínas funcionais presentes no plasma spray dried, além dos benefícios de palatabilidade intrínsecos à sua inclusão.

 
remove_red_eye 145 forum 0 bar_chart Estatísticas share print
"Curtidas" do Influencers: Luis F. S. Rangel
Compartilhar :
close
Ver todos os comentários