Peso relativo de intestinos e cecos de frangas de postura leve com 18 semanas de idade alimentadas com diferentes fontes e níveis de fibra dietética

Publicado: 30/12/2020
Autor/s. : Tassia Bevilaqua ¹, Lucas Oliveira Brasileiro ², Ana Flávia Royer ³, Alexssandro Zaffari Almeida 4, Jose Henrique Stringhini 5 1Médica Veterinária, Mestranda, Faculdade de Ciências Agrárias/ UFGD 2Zootecnista, Graduando, Faculdade de Ciências Agrárias/UFGD 3 Zootecnista, Doutoranda, Escola de Veterinária e Zootecnia/UFG 4 Zootecnista, Mestranda, Faculdade de Ciências Agrárias/ UFGD 5 Eng. Agronômo, Prof. Dr., Escola de Veterinária e Zootecnia/UFG, Bolsista CNPq

RESUMO: Objetivou-se avaliar o desenvolvimento dos órgãos digestivos de poedeiras comerciais leves alimentadas com níveis crescentes fibra bruta e bagaço de cana e farelo de trigo na fase de cria. O trabalho foi realizado no aviário experimental da UFG, utilizando-se 420 pintainhas da linhagem Bovans White, alojadas com um dia de idade, distribuídas e...

remove_red_eye 264 forum 4 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
30 de Dezembro de 2020
assia Bevilaqua,parabenizo a equipe pelo. trabalho criterioso e bem delineado. No entanto, gostaria de fazer algumas considerações , a titulo de esclarecimento. Primeiro, como o Brasil é um pais tropical, com altas temperaturas em determinadas épocas do ano, seria recomendado o aumento de fibra na dieta de aves de postura na fase de cria , mesmo tendo o conhecimento , que o tubo digestivo é onde mais se produz calor por unidade de tecido.. Desta forma entendo
que não seria uma pratica recomendada. Segundo, qual seria a vantagem de aumentar o tubo digestivo de aves de postura se sua alimentação é restrita.
Responder
30 de Dezembro de 2020
Tassia Bevilaqua, complementando a segunda consideração que foi feita anteriormente, tem ainda que se levar em conta, que o aumento do tubo digestivo, resultaria em aumento da exigência de mantença dessas aves. Essas são dúvidas que tenho sobre a conclusão do artigo. Essas considerações foram feitas no sentido de tomar conhecimento sobre qual é o entendimento da equipe do trabalho sobre as ponderações que foram feitas..
Responder
13 de Janeiro de 2021
Estão de parabéns os autores do referido trabalho. Igualmente as considerações do nobre colega e amigo Juarez. No entanto, devo salientar que deveriam ser avaliados os parâmetros de produção dessas aves, pelo menos até às 32 semanas de idade. Todas as aves poderiam receber uma mesma ração na fase de produção. Assim seriam avaliados os parâmetros de produção em função dos resultados obtidos na fase de cria. Afinal, o objetivo final é sempre avaliar os índices de produção.
Responder
15 de Janeiro de 2021
Meu caro amigo Otto , foi com grande prazer que constatei a sua participação conosco nas considerações sobre o trabalho , em pauta. Como sempre suas considerações são coerentes . Assim sendo, sinto-me confortável pela sua generosidade para comigo .quanto as minhas ponderações sobre o trabalho. Boa sorte meu amigo. Abração
Responder
1
print
(264)
(4)
Engormix se reserva o direito de apagar e/ou modificar os comentários. Veja mais detalhes
Comentar
Criar nova discussão :
Se essa discussão não abrange temas de interesse ou levanta novas questões, você pode criar uma outra discussão.
Consultar um profissional em particular:
Se você tem um problema específico, você pode executar uma consulta em particular a um profissional em nossa comunidade.
 
Copyright © 1999-2022 Engormix - All Rights Reserved