Discussão criada em 03/06/2010

Cama de frango na nutrição animal

Fórum: Cama de frangos devem voltar a serem usadas na nutrição animal sendo que a conversão animal só melhora com esse residuo

Com a finalidade de garantir a sanidade animal do estado, o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) alerta para o risco da utilização da cama de frango a alimentação de ruminantes (bovinos, bubalinos, caprinos, ovinos). De acordo com a Instrução Normativa nº 8 de 25/03/2004 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) é proibida em todo o território nacional a produção, a comercialização e a utilização de produtos destinados à alimentação desses animais que contenham em sua composição proteínas e gorduras de origem animal.

Dentre os ingredientes proibidos na alimentação está a cama de aviário também chamada de cama de frango. Trata-se do conjunto do material utilizado para forrar o piso dos galpões, que pode ser de maravalha, palha de arroz, feno de capim, sabugo de milho triturado ou serragem com as fezes, urina, restos de ração e penas que se misturam com esse material.
Além da cama de frango também estão proibidos o uso de sangue e derivados, farinha de sangue, de carne e ossos, de ossos autoclavados, de resíduos de açougue, de vísceras de aves, de penas, de resíduos de abatedouros de aves e qualquer produto que contenha, em sua composição, proteínas, gorduras de origem animal e resíduos da exploração de suínos. Este produto pode ser utilizado de maneira legal como adubo.

O IMA, órgão veiculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), atenta os produtores para que verifiquem, antes de alimentar seus animais com ração, concentrados e suplementos protéicos, se no rótulo destes produtos não se encontram os dizeres: “USO PROIBIDO NA ALIMENTAÇÃO DE RUMINANTES”. Também é importante guardar os comprovantes e notas fiscais de aquisição de rações, concentrados, suplementos protéicos e também matérias-primas (caso a ração seja preparada na propriedade).

Doenças

Um dos motivos da proibição é o risco que seu uso traz para a sanidade do rebanho nacional. Dentre as doenças que podem ser veiculadas pela da cama de frango estão o Botulismo e a Encefalopatia Espongiforme Bovina, popularmente conhecida como doença da “Vaca Louca”.

Um perigo que pode estar relacionado com a cama de frango é a possível presença de bactérias, arames, pregos e resíduos de inseticidas e antibióticos, além da possibilidade de causar uma doença chamada botulismo. O botulismo é causado pela ingestão da toxina do Clostridium botulinum. A bactéria pode ser encontrada no meio ambiente, além de ossos, fezes e, até mesmo, no tubo gastrointestinal de animais mortos. A doença caracteriza-se pela paralisia muscular do animal.

A “Vaca Louca” pode ser transmitida através de uma proteína chamada prion, presente na farinha de carne e ossos de animais infectados com a doença. Os primeiros casos da doença ocorreram na Europa em 1986 tendo sido registrados também em outros continentes. O Brasil é considerado de baixo risco da doença. Por isso o IMA, na intenção de preservar esse status, inspeciona constantemente produtores rurais visando a não utilização deste produto na alimentação dos ruminantes, diminuindo o risco do surgimento da doença. O descumprimento da legislação gera auto de infração, e a documentação referente à vistoria é enviada ao MAPA para demais providências.

É importante frisar que o consumo de produtos de origem animal provenientes de bovinos tratados com cama de frango também representa risco para a saúde humana.

remove_red_eye 9145 forum 12 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
28 de Fevereiro de 2011

Sobre este tema, eu na verdade gostaria de lançar duas perguntas: " Porque nos EUA não existe proibição ao uso de cama de frango na alimentação de ruminantes? e, Se na produção de frango é proibido o uso de farinha de origem animal como essa cama iria contaminar o rebanho para a doença de vaca louca?"

Responder

28 de Fevereiro de 2011

Na verdade o Brasil é de baixo risco para "vaca-louca" porque o padrão alimentar dos nossos rebanhos é, em sua maioria, a base de pastos. Ainda mais nas grandes unidades de produção.
A normativa para proibir o uso de cama de frango é precisamente porque na ração para aves não se proíbe o uso de farinhas e gorduras de origem animal, muito mais do que pelo botulismo ou outras clostridioses, que com a simples vacinação dos rebanhos ficariam imunizados.
A normativa não seria tão ruim se trouxessem alternativas compatíveis ou equivalentes, principalmente quando falamos de pequenas e médias produções.
Acho que não seria justo usar como paradigma as explorações norteamericanas, onde são aceitas até implantes hormonais nos bovinos, uma vez que a USDA aceita até o uso de gás amônia para desinfetar as carnes industrializadas. Que fique claro que não sou contra, mas no caso brasileiro, onde a automedicação ou medicação leiga é corriqueira, onde não damos carência às drogas para abate, se o próprio MAPA não se respaldar com leis, estaria assinando um atestado de conivência.

Responder
Maria regina Ferretto Flores Maria regina Ferretto Flores
Diretor Técnico Comercial
1 de Março de 2011

Como as farinhas de carne e ossos estão permitidas nos aviários, me parece que não há chance de que se permita a utilização da cama de frango devido à vaca louca.
Tudo que eu quero é que nos permitam utilizar farinha de peixe em vacas leiteiras e nem sequer ela está permitida!!Isto sim me parece um absurdo completo, em se tratando de vaca louca!!! Mas bom senso não é artigo que se encontre fácil neste país!

Responder
1 de Julho de 2011

hoje, nao apenas na avicultura como em todas as areas precisamos buscar alternativas para melhorar nossos ganhos e reduzir nossos gastos, e ficam proibindo de dar cama de frango para o gado, bom eu possuo um aviario e estou procurando uma maneira de agregar mais valor na cama de frango e reduzir meus custos para melhorar meus ganhos. alguem sabe me dizer se eu montar uma estrutura para engordar porcos e utilizar cama de frango com cana e se nescessario um pouco de racao, eu terei algum problema ou restricao?
alguem ai poderia me ajudar? ou teria algum outra ideia que fosse viavel e rentavel?

Responder
Oscar Faria Junior Oscar Faria Junior
Zootecnista
2 de Julho de 2011

Sempre que temos uma nova lei o Brasil busca fechar o cerco, pois muito importadores e concorrentes podem usar este artifício para impor restrições a nossa carne nos seus mercados, alegando que não apresentam segurança alimentar. Deste forma defende o interesse dos pecuaristas que precisam de um mercado consumidor para nosso produto que tem alta qualidade.

Sabemos que o emprego de subprodutos da agricultura na exploração pecuária pode ajudar a baixar custo e melhorar a competitividade.

O que ocorre no Brasil é que primeiro proibem tudo e com isso alguns nichos produtivos perdem em competitividade como algumas pequenas e médias empresas onde a produção de frangos de corte não emprega subprodutos animais na formulação de rações e tem uma cama de frango ou varredura de galpão sem nenhum perigo para a sanidade dos animais. E que poderiam ser comercalizadas sem restrição pra consumo animal.

Pesquisas anteriores a esta restricão demonstraram que a cama de frango poderia agregar mais renda ao avicultor e ser um produto nutritivo para emprego na pecuária de corte e leite. Quando se observa deste prima verificamos que em alguns locais a cama de frango poderia ser comercializada e empregada como suplemento nutricional, entrando na composição de rações para bovinos.

Responder
Weliton Marcus Silva Weliton Marcus Silva
Gerente de produção de corte
19 de Agosto de 2011

sim não vejo nem um problema quanto ou uso da cama de frango para ruminante desde que seja uma cama de de qualidade pois em algumas empresa de uberlandia e araguari encontra muita carcaça de frango ai sim não deve ser cosumida por ruminante essa e minha opinião em patos de minas tem uma materia sendo colocada em pratica sabugo de milho triturado e uma ecelente piso para o aviario fica bem seco e uniforme para ave em questão de ambiencia.

Responder
Weliton Marcus Silva Weliton Marcus Silva
Gerente de produção de corte
21 de Agosto de 2011

não e uma boa descartalos no solo pois o programa do meio ambiente e contra esse tipo de maneijo da cama de frango, o ideal seria uma boa conpostagem.

Responder
21 de Agosto de 2011
vendemos-tanbem-para-outros-fazendeiros-adubarem-sua-ortaliçe
Responder
Weliton Marcus Silva Weliton Marcus Silva
Gerente de produção de corte
21 de Agosto de 2011

como fertilizante não tem nem um problema fazendo correto direta da composteira a cama de frango, o que não podem ser são frangos recolidos de sua mortalidade e depois serem colocado em ortas.

Responder
16 de Fevereiro de 2012

Algumas informações adicionais aos senhores sobre materiais permitidos e proibidos à alimentação de Ruminantes:

Farinha de penas - EUA permite X BR Proíbe
Farinhas de sangue - EUA permite X BR Proíbe

E porque isso?! simples:

Sangue: até o momento não foi detectado no mundo, sangue contaminado com o príon da BSE
Penas: até o momento não foi detectado no mundo, penas contaminadas com o príon da BSE

Ocorre que o Brasil, à época da proibição, foi muito pressionado por países Europeus para banir o uso de proteínas animais na alimentação de bovinos, e o MAPA se viu obrigado a tomar o caminho mais fácil, da proibição. Para mim, a proibição foi importantíssima há seu tempo, pois pouco se conhecia a respeito da doença, e essa atitude foi tomada para salvaguardar os próprios brasileiros.

Já os produtores dos EUA de bovinos, empresas de nutrição, de fabricantes de sub-produtos e afins, juntos com suas fortíssimas associações e sindicados souberam argumentar tecnicamente e "segurar o tranco", mesmo com caso identificado de BSE no país. Eles assumiram um risco.

Com os conhecimentos atuais sobre a BSE, experiências internacionais, provável libaração de uso de farinhas de origem animal na Comunidade Européia, talvez seja a hora das autoridades, associações, sindicatos e instituições de pesquisa começarem a discutir tecnicamente sobre a liberação de uso de cama de frango, farinha de penas e de sangue para bovinos.

Responder
Jorge Espinoza Jorge Espinoza
Pós-gradução em Veterinária
14 de Abril de 2012

A continuación lo expuesto en otro foro, en la fecha señalada:








Jorge Espinoza
Guatemala, Guatemala

Pós-gradução em Veterinária

























Re: Artigo: Cama de frango na alimentação animal


17/11/2010 |

Es una lástima que un país como Brasil, con tanta investigación cientifica, excelentes profesionales y científicos, avalen la prohibición de no utilizar cama de frango en la alimentación de bovinos. No puede transmitirse vaca loca en un país que no tiene vaca loca. A menos que se importen materias primas contaminadas. O animales potencialmente peligrosos, como me parece es el caso de Brasil, que importó en alguna ocasión bovinos provenientes de países donde se ha diagnosticado vaca loca. Qué argumento puede esgrimirse si, por ejemplo en USA, un país en donde se ha diagnosticado vaca loca, prácticamente nunca ha estado prohibido el uso de cama de frango en la alimentación de bovinos, desde hace 70 años? A lo largo de los años y como parte de la ración han racionado miles y miles de toneladas de cama de frango, sin ningún efecto pernicioso en la salud de los animales y humanos. El análisis de riesgo de transmisión de vaca loca por medio de la cama de frango se demostró como despreciable o inexistente, incluídos países con positividad a vaca loca, siempre que se tomen precauciones mínimas para que partes del tejido nervioso central no pasen a la cadena alimentaria. En el caso de países negativos a la enfermedad el resultado del análisis de ries go no puede ser otro que CERO. Es una injusticia que sacrifiquen los animales de esforzados ganaderos que utilizan cama de frango, por no decir que es una estupidez. En mi país decimos que quien no nos ayuda no nos debe chingar (perjudicar). Solicitaría a tantos profesionales brasileños, brillantes, que reanalicen esta reglamentación absurda y que con toda honestidad se elabore un buen análisis de riesgo, para terminar de una vez por todas, con la cacería de brujas en contra de la cama de frango. Respetuosamente.

Responder
16 de Setembro de 2018
PESSOAL A CAMA DE FRANGO É MUITO BOA SIM PARA A ALIMENTAÇÃO DE RUMINANTES.....
ESTA PROIBIÇÃO FOI APOIADA E SOLICITADA PELOS GRANDES PRODUTORES DE RAÇÃO ANIMAL....CLARO NÉ... 1 TONELADA DE CAMA DE FRANGO CUSTA R$ 100,00.
Responder
1
print
(9145)
(12)
Deseja opinar nesta discussão sobre: Fórum: Cama de frangos devem voltar a serem usadas na nutrição animal sendo que a conversão animal só melhora com esse residuo?
Engormix se reserva o direito de apagar e/ou modificar os comentários. Veja mais detalhes
Comentar
Criar nova discussão :
Se essa discussão não abrange temas de interesse ou levanta novas questões, você pode criar uma outra discussão.
Consultar um profissional em particular:
Se você tem um problema específico, você pode executar uma consulta em particular a um profissional em nossa comunidade.
 
   | 
Copyright © 1999-2019 Engormix - All Rights Reserved