Aspectos práticos de um programa de luz para frangos de corte

Publicado: 07/07/2009
Autor/s. : Jerônimo Ávito Gonçalves de Brito, Zoot. M.Sc. Doutorando Zootecnia/UFLA-MG, Universidade Uniquímica de Negócios

Com o objetivo inicial de proporcionar acesso aos comedouros, bebedouros e conseqüentemente aumentar o tempo de alimentação dos frangos de corte, principalmente em horários com temperaturas mais amenas (noite e/ou madrugada), programas de iluminação contínuos (23-24 horas de luz), foram propostos há algumas décadas. Hoje diferentes benef...

remove_red_eye 3940 forum 2 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
Marcelo de Souza Lima Marcelo de Souza Lima
Médico Veterinário
7 de Julho de 2009
Prezado Jerônimo,
artigo muito esclarecedor, inclusive, estive pesquizando no site do Cobb, que prega uma adoção de programa de luminosidade.
Estou acompanhando alguns lotes na minha região, onde o programa de luz está sendo adotado, mas, alguns granjeiros não aderiram ao programa, dizendo que eles estão perdendo peso, em relação a tabela da linhagem.
O programa utilizado foi o descrito por você, com 1 hora de escuro após 7 dias de luz no período inicial, sendo que após 21 dias, o programa poderá ser acrescido de até 4 horas, conforme o ganho de peso do lote.
Tenho algumas dúvidas à respeito desse tipo de programa, gostaria de expor para se puderes me esclarecer.
1- Tenho observado que após os 28 dias as aves não têm conseguido ganhar o peso que garanta os 100[percent] da tabela. O que poderia estar atrapalhando o desempenho a partir dessa data no seu entendimento?
2- Como estamos aqui em Goiàs no período de frio, as baixas temperaturas impedem que os lotes a partir de 14 dias de aquecimento sofrem um pouco não atingindo os pesos da tabela da linhagem, chegam a baixar a 90[percent] da tabela padrão.
3- Qual a sua sugestão de baixa de peso, ou seja, qual a quantidade de luz e qual o percentual de baixa de peso que não afetaria o resultado final(90, 95[percent] da tabela padrão).
Espero que possa sanar as minhas curiosidades.
Abraços.
Responder
8 de Julho de 2009
Olá Caro Marcelo, agradeço seus comentários e indagações que são, sem dúvida, muito pertinentes.

Em relação ao peso, penso que uma observação importante seria avaliar comparativamente além do Manual da linhagem, o histórico na empresa avícola. Em função de condições sanitárias, de manejo, qualidade de pintainhos e nutricionais (entre outras) o desempenho histórico poderia ser inferior, semelhante ou até mesmo superior aos padrões rotulados para a linhagem.

Acredito que 95[percent] do peso padrão, por segurança seja a margem mais adequada. A diferença em 10[percent] é bastante significativa e o ganho compensatório neste sentido pode ser comprometido, inclusive em função de outros fatores (sanitários, climatológicos, nutricionais e de manejo), que por ventura poderiam limitar a produtividade.

Em relação à limitação do desempenho aos 28 dias, creio que podem haver além da questão da iluminação artificial, outras fontes de variação. Uma maneira de ter ciência sobre o programa de luz, seria obviamente aumentar gradativamente o número de horas e verificar a resposta em termos de desempenho. Porém sugiro ter total segurança em relação principalmente às informações nutricionais, manejo e qualidade das aves (origem). Creio ser esta uma informação difícil de se concluir algo, por que necessita realmente de um diagnóstico analítico.

Espero ter contribuído de alguma forma.

Atenciosamente
Responder
1
print
(3940)
(2)
Engormix se reserva o direito de apagar e/ou modificar os comentários. Veja mais detalhes
Comentar
Criar nova discussão :
Se essa discussão não abrange temas de interesse ou levanta novas questões, você pode criar uma outra discussão.
Consultar um profissional em particular:
Se você tem um problema específico, você pode executar uma consulta em particular a um profissional em nossa comunidade.
 
   | 
Copyright © 1999-2020 Engormix - All Rights Reserved