Qualidade dos ovos produzidos por galinhas poedeiras confinadas e infestadas por Allopsoroptoides galli (MIRONOV, 2013)

Publicado: 07/04/2015
Autor/s. :

Introdução

Os sistemas de produção de ovos comerciais de galinhas utilizam instalações de vários tipos de construções, onde as aves são submetidas às altas densidades e à manejos, que produzem fatores que comprometem o sistema de defesa das aves, favorecendo a instalação e disseminação de agentes infecciosos, como os ácaros ectoparasitas. Alguns estudos relatam a associação do sistema de criação com a maior sensibilidade das galinhas à infestação por ácaros, devido às condições constantes de estresse, à prática da debicagem e a alta densidade (TUCCI et al., 2005; MULLENS et al., 2010). Estes ácaros têm causado grandes perdas econômicas na avicultura de postura, pois encontram as condições ideais para se instalarem e se alimentam de sangue, linfa, restos de derme ou secreções sebáceas (DE VANEY, 1978).

No estado de São Paulo, Tucci et al. (2014), registraram o surto de dermatite causada por A. galli em granja de postura comercial, causando graves prejuízos econômicos ao produtor. As aves infestadas apresentam-se agitadas, coçando-se o tempo todo. A lesão mais característica é a dermatite, que pode ocorrer de formas diferentes nas varias partes do corpo.

A ação do parasitismo é extremamente agressiva, as galinhas ficam agitadas se coçando o tempo inteiro, despendendo grande parte do seu tempo e energia tentando se livrar dos parasitas, sendo que são relatados os efeitos diretos, aumento da taxa de galinhas refugadas aumento da taxa de mortalidade e queda da produção dos ovos (Soares et al., 2013) entre outros; E os indiretos que são os danos econômicos resultantes do impacto aos índices produtivos e na qualidade dos ovos produzidos (parte dessa informação é resultante do presente trabalho)

Segundo Garner et al. (2012) e Mello et al. (2011), a qualidade dos ovos de poedeiras comerciais pode ser influenciada por diferentes fatores, dentre eles, a incidência de doenças e ao tipo de sistema de alojamento das aves, sendo que refletem tanto nas características da casca, como no peso e no tamanho do ovo.

Por se tratar de um problema novo na avicultura de postura, o presente trabalho teve por objetivo avaliara influência da infestação de A. galli na qualidade dos ovos produzidos por galinhas poedeiras confinadas.

Material e Métodos

O experimento foi realizado na cidade de Bastos, SP (S 21°56’15’’; W 50°41’15’’) em galpão experimental da Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento/Instituto Biológico. Foram utilizadas galinhas poedeiras, brancas, adultas, em postura, naturalmente infestadas por A.galli, com 56 semanas de idade. As galinhas foram alojadas em gaiolas de arame galvanizados, equipadas com comedouro tipo cocho e bebedouros nipple, localizados em galpões telados lateralmente e cobertos por telhas de barro.

O experimento teve a duração de 63 dias divididos em três ciclos de 21 dias cada. Ração e água foram fornecidas à vontade durante todo o período experimental.

As aves foram distribuídas em dois tratamentos: um grupo controle composto de aves livres do parasita e outro de aves infestadas. Cada tratamento foi composto de dez parcelas com cinco aves cada uma. A análise da qualidade dos ovos foi realizada no dia posterior à sua produção e em ovos produzidos nos últimos quatro dias de cada ciclo. Os ovos coletados foram analisados na máquina modelo DET 6000 da fabricante NABEL®, para aferição do peso do ovo, altura do albúmen, unidade Haugh, espessura e resistência da casca.

Para a obtenção da porcentagem de casca, após a quebra dos ovos, as cascas foram lavadas em água corrente, preservando as membranas internas e externas e colocadas em estufa (65 ºC) para secagem, durante 48 horas. Posteriormente, as cascas de cada ovo foram pesadas e seguiu-se a fórmula % casca = (Peso da casca/Peso do ovo)*100.

Os dados de qualidade dos ovos foram submetidos à análise de variância pelo procedimento ANOVA do Statistical Analysis System (SAS, versão 9.2).

Resultados e Discussão

A Tabela 1 evidencia resultados referentes à qualidade interna de ovos para galinhas poedeiras infestadas por A.galli e para o grupo controle de galinhas sem infestação. O peso dos ovos comerciais sofreu redução significativa influenciada pela infestação A. galli em galinhas poedeiras. Entretanto, a infestação não influenciou significativamente a qualidade da gema, medida pela cor, a qualidade do albúmen, medida pela altura do albúmen e pela Unidades Haugh, bem como a qualidade da casca, determinada pela percentagem, espessura e resistência da casca.

Tabela 1. Qualidade dos ovos de galinhas poedeiras comerciais infestadas por Allopsoroptoides galli.

Médias seguidas de letras minúsculas na linha diferem entre si pelo teste F (5 %).
¹ANOVA: análise de variância
²CV: coeficiente de variação

Segundo Mullens et al. (2010) e De Vaney (1976) quando as poedeiras são submetidas à infestação por ácaros, pode ocorrer a diminuição do seu peso corporal e de conversão alimentar. Consequentemente, ocorre diminuição significativa do peso do ovo, visto que o peso da ave apresenta correlação significativa com esta variável (ADAMS & BELL, 1998; LEESON & SUMMERS, 2001).

Soares et al. (2013) verificaram que galinhas infestadas por A. galli tiveram a produção de ovos diminuída em 30 % em relação às não infestadas. Os resultados obtidos no presente trabalho complementam o trabalho de Soares et al. (2013) demonstrando que além da diminuição da produção de ovos verificado por Soares et al. (2013) os ovos produzidos pelas aves parasitadas são significativamente menores que o das aves do grupo controle.

O fato das galinhas infestadas produzirem ovos com peso inferior poderá refletir negativamente na margem de lucro do produtor. Em estudo realizado por Mullens et al. (2009) verificaram que infestações por ácaros ectoparasitas em galinhas poedeiras ocasionaram redução de 0,5 a 2,2 % do peso individual dos ovos, o que contribuiu para uma redução de lucro de US$ 0,07 a 0,10 por galinha por um período de dez semanas, demonstrando danos econômicos significativos quando há falta de controle e medidas preventivas para ácaros em lotes de galinhas.

O estresse resultante da infestação por ácaros em poedeiras comerciais é bastante intenso e pode ser a causa da redução da postura de ovos. A redução de 20 % da produção de ovos, visto em infestações por espécies de Megninia spp (Tucci et al., 2005) e 30 % em infestação por A. galli (Soares et al., 2013) são elevados. Isto resulta em substancial perda econômica, que ainda são aumentadas com a eliminação de aves infestadas (TUCCI et al., 2014).

Diante do exposto anteriormente, estudos como estes são importantes para atrair a atenção do produtor ao manejo correto para o controle dos ácaros no sistema de produção, visto que no presente estudo, ficam evidentes os prejuízos que a negligência desta prática pode causar.

Conclusões

O presente estudo permite concluir que a infestação de A. galli em galinhas poedeiras confinadas influencia negativamente no peso dos ovos produzidos.

Referências bibliográficas

ADAMS, C. J.; BELL, D. D. A model relating egg weight and distribution to age of hen and season. The Journal of Applied Poultry Research, v. 7, n. 1, p. 35-44, 1998.

DE VANEY, J. A. Effects of the chicken body louse, Menacanthusstramineus, on caged layers. Poultry Science, v. 55, n. 1, p. 430-435, 1976.

DE VANEY, J. A. A survey of poultry ectoparasite problems and their research in the United States. Poultry Science. v. 57, p. 1217-20, 1978

GARNER, J. P.; KIESS, A. S.; MENCH, J. A.; NEWBERRY, R. C.; HESTER, P. Y. The effect of cage and house design on egg production and egg weight of White Leghorn hens: An epidemiological study. Poultry Science, v. 91, n. 7, p. 1522-1535, 2012.

LEESON, S.; SUMMERS, J. D. Nutrition of the chicken. 4.ed. Ontário: University Books, 2001. 591p.

MELLO, J. L. M.; BORBA, H.; COSTA, T. I. R.; DOURADO, R. C.; BERTON, M. P.; SOUZA, P. A.; LIMA, T. M. A. Efeito do sistema de produção sobre a qualidade dos ovos comerciais frescos de casca marrom. In: CONGRESSO LATINOAMERICANO DE AVICULTURA, 22., 2011, Buenos Aires Anais... Argentina, 2011. Disponível em: <http://pt.engormix.com/MA-avicultura/administracao/artigos/efeito-sistema-producao-sobre-t550/124-p0.htm> Acesso em: 17 de dez. de 2014.

MULLENS, B. A.; CHEN, B. L.; OWEN, J. P. Beak condition and cage density determine abundance and spatial distribution of northern fowl mites, Ornithonyssussylviarum, and chicken body lice, Menacanthusstramineus, on caged laying hens. Poultry science, v. 89, n. 12, p. 2565-2572, 2010.

MULLENS, B. A.; OWEN, J. P.; KUNEY, D. R.; SZIJJ, C. E.; KLINGLER, K. A. Temporal changes in distribution, prevalence and intensity of northern fowl mite (Ornithonyssussylviarum) parasitism in commercial caged laying hens, with a comprehensive economic analysis of parasite impact. Veterinary Parasitology, v. 160, n. 1, p. 116-133, 2009.

STATISTICAL ANALYSIS SYSTEM. SAS: User´s guide. stat: Version 9.2. Cary, 2000.

SOARES, N. M.; TUCCI, E. C.; FREITAS, E. R. Danos produtivos provocados pelo ácaro Allopsoroptoidesgalli, Mironov 2013, em galinhas poedeiras confinadas. Biologico, v. 75, n. 2, p. 51, 2013.

TUCCI, E. C.; GUASTALI, E. A. L.; REBOUÇAS, M. M.; MENDES, M. C.; GAMA, N. M. S. Q. Infestação por Megninia spp. em criação industrial de aves produtoras de ovos para consumo. Arquivos do Instituto Biológico, v. 72, n. 1, p. 121-4, 2005.

TUCCI, E.C.; SOARES, N.M.; FACCINI, J.L.H.; VILAS BOAS, D. Additional information about a mange outbreak by Allopsoroptoidesgalli (Acari:Psoroptoididae) in commercial laying hens in the state of São Paulo, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 34, n. 8, p. 760-762, 2014.

***O trabalho foi originalmente apresentado durante o XIII Congresso da APA – Produção e Comercialização de Ovos, “Ovo todos os dias: só faz bem!”, em Ribeirão Preto, entre os dias 17 e 19 de março.

 
remove_red_eye 402 forum 0 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
Ver todos os comentários
 
   | 
Copyright © 1999-2019 Engormix - All Rights Reserved