Estatísticas:
(755)
VII Simpósio Brasil Sul de Suinocultura
VII Simpósio Brasil Sul de Suinocultura

VII Simpósio Brasil Sul de Suinocultura

12 al 14 de Agosto de 2014
Brasil

Especialista aborda Complexo Respiratório Suíno durante o Simpósio Brasil Sul de Suinocultura

Data de publicação : 02/07/2014
Fonte : Adriana Maria Fernandes

Mestre em sanidade Marcelo Almeida apresenta aspectos da epidemiologia das doenças e estratégias de controle

As doenças respiratórias representam umas das principais causas de impacto econômico relacionados à sanidade na suinocultura. Essas perdas são resultado dos prejuízos nos índices zootécnicos, do aumento nos gastos 
com medicamentos e na condenação de carcaças nos abatedouros. O mestre em sanidade suína Marcelo Almeida abordará o "Complexo Respiratório Suíno: Epidemiologia e Estratégias de Controle" durante o VII Simpósio Brasil Sul de Suinocultura, que ocorre entre os dias 5 a 7 de agosto, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, em Chapecó, SC. 

Considerado um dos mais importantes eventos técnicos da suinocultura brasileira, o SBSS vai reunir cerca de mil veterinários, zootecnistas e profissionais para debater os principais desafios do setor. O evento é realizado no coração da produção e exportação do país pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas, com programação técnica focada nas demandas das agroindústrias e temais pontuais. 

O especialista apresentará as principais enfermidades que compõem o Complexo de doenças respiratórias suínas na realidade brasileira. "Vou discutir sobre as pneumonias causadas por _Mycoplasma hyopneumoniae_, vírus da Influenza Suína, _Pasteurella multocida_,_Haemophillus parasuis_ e Circovírus Suíno tipo 2, além da interações entre estes agentes, aspectos da epidemiologia das doenças e estratégias para o controle". 

As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site www.nucleovet.com.br, com preço especial para quem comprar com antecedência. Profissionais e estudante pagam R$ 290 e R$200, respectivamente, até o dia 11 de julho. Durante o evento, os valores passam para R$ 370 e R$ 260. Universidades com mais de vinte estudantes terão valor diferenciado. 

CONHECIMENTO PARA MAXIMIZAR A PRODUTIVIDADE 

Serão três dias de troca de conhecimento, tecnologia e bons negócios com palestrantes brasileiros e internacionais que são referências no setor. Conforme Almeida, o simpósio é uma excelente oportunidade para trocar informações práticas e experiências com técnicos e produtores. 

"Dessas trocas de experiência sempre surgem ideias para melhorar a produção e sanidade de nossos rebanhos. Dentro de SC, onde existe grande preocupação com a sanidade do rebanho, este tipo de evento é de extrema importância para todos os envolvidos na cadeia de produção de suínos, para que se possa buscar conhecimento para ajudar a melhorar cada vez mais a qualidade do suíno produzido no Estado", afirma. 

Uma das enfermidades mais desafiadoras para o setor, o Vírus da Diarreia Epidêmica dos Suínos (PEDv) será discutido no painel de abertura do Simpósio. Os especialistas em virologia e dinâmica da enfermidade vão abordar: "Etiologia do PEDv" com o professor Amauri Alfieri, "PEDv - Origem, formas de disseminação regional e medidas de prevenção e controle" com o Dr. Daniel Linhares e "Risco Brasil, recados finais" com a conceituada especialista Dra. Janice Zanella. 

Na quarta-feira, Celso Cappellaro, gerente de operações da Aurora, aborda a "Logística e seu impacto na suinocultura brasileira", seguido pelo tema "Inseminação Artificial Intrauterina", com o pesquisador e professor da UNOESC, Paulo Bennemann. "Fatores que influenciam a qualidade do sêmen de reprodutores suínos" será apresentado por Daiane Donin, da UFPR Palotina, e "Estresse oxidativo em fêmeas suínas hiperprolíficas", pelo PhD e especialista em nutrição animal, Alysson Saraiva, da UFV. 

O segundo dia conta a palestra sobre "Aditivos Alternativos e restrição à utilização de antibióticos na suinocultura", com o médico veterinário Dr. Christophe Paulus, e "Antibióticoterapia na suinocultura", com Everson Zotti. No último dia do evento, o médico veterinário Vinícius Espeschit de Morais apresenta o "Custo da reposição de plantel, formas de minimizar as perdas". O médico veterinário PhD em epidemiologia, Eduardo Fano, encerra a programação com "Abordagem Sistemática para o Entendimento e Controle das Doenças Respiratórias". 

Paralelo às palestras, será realizada a VI PIG FAIR, feira de produtos e serviços para a suinocultura com participação de empresas brasileiras e multinacionais que trazem soluções e tecnologias em equipamentos, diagnóstico, 
sanidade, nutrição e manejo. 

Parceiros fortes 

Associações de criadores de suínos as regiões Sul e Sudeste apoiam o evento, além de 50 empresas patrocinadoras entre elas: Desvet, Basf, ICC, Boehringer Ingelheim, Technofeed, Microvet, APC, Safeeds, Kemin, Agroceres Multimix, Hipra, Vansil, Fatec, Soma Agri, IDEXX, Farmabase, Adisseo,Lavizoo, Sanphar, Eurotec, Nutriad, Alliance - NFT, In Vivo, DB Genética Suína, MCassab, Sauvet, Vencofarma, Suiaves, Poli Nutri, Bayer, Grasp, Agrozootec, Vaccinar, Ouro Fino, Salus, CHR Hansen, DSM, Vetanco, Nutrifarma, Agroceres PIC - Genetiporc, Adisseo, Ilender, Big Dutchman, Biometa, YES, AliançaVet, Zoetis, MSD , Ceva, GSI e Zinpro, entre outras que estão em fechamento. O Jornal O Presente Rural, Revista Feed&Food e site Suino.com também são mídias parceiras na cobertura e divulgação de lançamentos e empresas participantes no SBSS. 

 
Mencionado nesta notícia:
 
remove_red_eye 103 forum 0 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
Ver todos os comentários