Febre aftosa: Vacinação é a melhor forma de prevenção

Data de publicação : 14/12/2011
Fonte : Dr. Joseir Monteiro - Laboratórios Microsules.

A febre aftosa é uma doença infecto-contagiosa de grande importância na pecuária de corte por ser de disseminação rápida e de eliminação dos animais contaminados com perda total da produção.

É causada por um vírus do gênero Aphthovirus. São bem estabelecidas sete estirpes desse vírus: O, A, C, Ásia 1, SAT1, SAT2, e SAT3, com até 80 subtipos divididos entre esses grupos.
São susceptível a infecção animais que possuem o casco partido, como é o caso dos bovinos, suínos, ovinos e caprinos.
O rebanho bovino infectado manifesta os seguintes sintomas: febre e formação de vesículas na mucosa oral, bucal e entre os cascos, interferindo na alimentação e locomoção.

As vesículas se rompem, formam úlceras nas regiões descritas e nas mamas tornando-se porta de entrada para infecções por outros agentes.

As principais fontes de infecção são a saliva dos animais doentes e conseqüente disseminação do vírus na pastagem e no solo; esse problema pode ser agravado pela possibilidade de disseminação do vírus através da entrada no rebanho livre de novos animais sem vacinação ou controle, pessoas ou veículos que estiveram em propriedades de focos, camas, forragens, aves migratórias ou até mesmo, o vento, capaz de transportar o vírus por distâncias de até 60 km, levando o problema para outras regiões.

Os danos, causados é as grandes perdas econômicas determinadas pelo sacrifício de todo um rebanho a partir de um único animal considerado infectado na propriedade, comprometendo assim a exportação de carnes que fica imediatamente impedida mesmo em propriedades sem a presença da doença, além da repercussão internacional que determina imediatamente a redução de valores do produto nacional, como ocorreram nos surtos já sofridos pelo Brasil.

Portanto a melhor prevenção e controle da doença no Brasil é a vacinação maciça e sistemática dos rebanhos, associada à conservação adequada das vacinas utilizadas que devem ser mantidas em temperaturas variando de 4ºC a 8ºC. Para isso é importante a conscientização e participação dos produtores na adesão ao programa de controle, sendo esta a alternativa mais eficaz na busca por um país livre da febre aftosa.

 
Mencionado nesta notícia:
 
remove_red_eye 549 forum 1 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
Ver todos os comentários
 
Copyright © 1999-2022 Engormix - All Rights Reserved