engormix
search
search

Jornada Técnica LAM leva conhecimento a clientes e parceiros

Publicado: 24/08/2018
Fonte : AB Vista Feed Ingredients

A AB Vista, um dos três maiores players de enzimas do mundo realizou a primeira edição da Jornada Técnica LAM, durante os dias 23 a 26 de abril. Visitando países como Argentina, Chile e Colômbia, tanto o Diretor de P&D Mike Bedford, quanto o Gerente Técnico LAM, Alexandre Barbosa de Brito apresentaram as últimas informações so...

remove_red_eye 142 forum 5 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
24 de Agosto de 2018
UMA DUVIDA, EM SE TRATANDO DE DIETA A BASE DE MILHO E F. SOJA, A ENZIMA ALFA GALACTOSIDASE , PELOS EFEITOS NEGATIVO DO PNAS DA SOJA NA MICROBIOTA DOS SUINOS,, SERIA OU NAO MAIS EFICIENTE QUE A XILANASE?.
Responder
Alexandre Barbosa De Brito Alexandre Barbosa De Brito
Doutor em Ciência Animal
AB Vista AB Vista
Florida, Estados Unidos
27 de Agosto de 2018
Juarez Donzele Professor Juarez, sempre um privilégio falar com você, Sobre seu questionamento, as enzimas são substrato dependentes, ou seja, o funcionamento pleno destas enzimas está condicionado ao seu nível presente nas dietas. Quanto a carboidrases, recomendamos sempre no uso de Xilanases, pois o volume de arabinoxilanos pode varias de 20 a 50 kg/ton nas dietas de leitões e suínos em crescimento, respectivamente (o que determina um volume realmente importante para o substrato presente nas mesmas - aprox. 30-50% do conteúdo de PNA total). Desta forma o uso de uma xilanase deve ser uma eleição a ser considerada. Concordo com vc que o uso de multicomplexos (várias carboidrases associadas) terá ação em outras frações de menor porcentagem dos PNA o que gerará benefícios subaditivos destas associações, ou seja, minha sugestão de utilização destes multicomplexos deve em ultima instância ser vinculada ao custo da dose tratada versus o resultado final obtido!
Responder
27 de Agosto de 2018
Acomparatlexandre Barbosa De Brito Dr Alexandre , em questão de privilégio estamos empatados. Concordo com seu ponto de vista, quanto ao uso de multícomplexo enzimático. Minha dúvida é que no caso de se fazer opção por um tipo de enzima em dietas a base de milho e farelo de soja , principalmente pelos PNAS da soja, a alfa galactosidase não seria mais eficiente que as xilanases. Reafirmando que reconhecidamente os PNAS da soja influenciam negativamente a microbiota , com os oligossacarídeos resultantes da ação enzimática tendo ação positiva ,prinipalmente na região ileal. Não estou questionando os possíveis efeitos positivos de se utilizar a enzima xilanase, minhas colocações são na base comparativa..
Responder
28 de Agosto de 2018
Prezado Dr. Juarez Donzele e Dr. Alexandre,

Penso que ambos estejam certos em seus comentários, visto que a especificidade da enzima tem que ser considerada em função do substrato a ser quebrado. A a-galactosidase catalisa a hidrólise de ligações a-1,6-galactosídicas, liberando a D-galactose. Essas ligações são encontradas em oligossacarídeos, tais como a melibiose, a rafinose e a estaquiose, presentes em quantidades significativas na soja (até 15%, dependendo da variedade). Já a xilanase atua decompondo a hemicelulose presente na parede celular das plantas, enzima esta que não é produzida pelo organismo. De uma maneira geral, imagino que a participação da microbiota sobre os processos digestórios sejam prejudicados pelo excesso de PNAS, afetando de alguma forma o desempenho. Agora, qual escolher? Ambas tem efeitos dose-resposta, então deve ser considerado a relação custo:ganho.
Responder
2 de Setembro de 2018
Prezado Dr Guilherme , é com prazer que esclareço minha colocação. A minha dúvida é quanto a eficiência comparativamente de se utilizar a alfa galactosidade ou a xilanase ,considerando as quantidades dos respectivo substratos dessas enzimas presentes em rações formuladas a base de milho e farelo de soja. Penso ser a alfa galactosidade a mais eficiente , não somente devido a presença relativa do seu substrato nessas rações , como também considerando que a acão negativa desse substrato (oligossacarideos) ao contrario dos PNAS ,reconhecidamente será diretamente na microbiota no intestino delgado , mais especificamente na região ileal , podendo inclusive comprometer a digestibilidade dos aminoácidos. Aproveito a oportunidade para reafirmar que não estou questionando a eficácia da utilizacão da enzima xilanase , meu ponto de vista é quanto a eficiência comparativa dessas enzimas considerando as caracteristicas das racões , no caso a base de milho e farelo de soja.
Responder
1
print
(142)
(5)
Deseja opinar nesta discussão sobre: Jornada Técnica LAM leva conhecimento a clientes e parceiros?
Engormix se reserva o direito de apagar e/ou modificar os comentários. Veja mais detalhes
Comentar
Criar nova discussão :
Se essa discussão não abrange temas de interesse ou levanta novas questões, você pode criar uma outra discussão.
Consultar um profissional em particular:
Se você tem um problema específico, você pode executar uma consulta em particular a um profissional em nossa comunidade.
Rennan Herculano Rufino Moreira
Rennan Herculano Rufino Moreira
Doutor em Nutrição e Produção de Não Ruminantes
  Lavras, Minas Gerais, Brasil
Produtos
Quantum Blue O que muda para a superdosagem é a quantidade de produ...
Econase  É uma nova geração de enzima xilanase q...