Micotoxinas: o problema pode estar na ensilagem mal conduzida.

Publicado: 06/08/2012
Autor/s. : Lucas José Mari.

É provável que alguns dos senhores ou senhoras que leem este artigo já tenham produzido sua silagem. Alguns ainda terão a “safrinha”, outros ainda não colheram e poderão levar em consideração algumas informações deste texto. Micotoxinas são substâncias tóxicas produzidas por fungos que podem ser ...

remove_red_eye 639 forum 5 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
6 de Agosto de 2012
Caro Lucas, parabéns pelo seu artigo sendo oportuno para reforçar a importância de uma ensilagem bem feita, mas tenho um questionamento quanto a utilização de inoculantes com Propionibacterium acidipropionici.
Se tivermos um material ensilado de qualidade e utilizarmos esse tipo de inoculante não estaremos direcionando o açucar para produzir ácido propiônico ao invês do ácido láctico que é o que realmente nos interessa?

Obrigado

Responder
Lucas Mari Lucas Mari
Médico Veterinário
6 de Agosto de 2012
Caro Renato Rossi,
Obrigado pelas palavras e por participar da discussão deste tema. O ácido lático é importante no processo fermentativo (queda do pH, já que é um ácido forte,entre os ácidos orgânicos) que ocorre durante a ensilagem, entretanto ele não tem poder antifúngico. Após a abertura, primeiramente as leveduras e depois os fungos filamentosos, consomem parte deste ácido lático (além de carboidratos solúveis residuais) e produzirão, por oxidação, CO2, H2O e calor. Por isso a estabilidade após abertura é menor que quando as silagens tem concentrações de ácidos acético e propiônico um pouco maiores que as silagens regulares.
Estes dois últimos ácidos, além do ácido bezóico tem poder antifíngico reconhecido. Existem microganismos que podem produzir ácidos acético e propiônico, conforme descrito no texto, entretanto não existe nenhum micorganismo capaz de produzir ácido benzóico.
Responder
Lucas Mari Lucas Mari
Médico Veterinário
6 de Agosto de 2012
Caro Renato Rossi;
Enviei o artigo sem me despedir e agradecer novamente sua participação.
Mantenho-me à disposição.
Obrigado,
Lucas

Responder
Renata Soares Renata Soares
Zootecnista
15 de Agosto de 2012
Caro Lucas,
Parabéns pelo artigo esclarecedor e de fundamental importância aos produtores e técnicos que atuam na área.
Uma dúvida que tenho, e aproveitando a pergunta do colega Renato Rossi: Independentemente da planta que será ensilada (leguminosa ou gramínea) ainda assim o uso de inoculantes não apresentará interferências? Penso em uma silagem de cana, por exemplo.
Muito obrigada.
Responder
Lucas Mari Lucas Mari
Médico Veterinário
15 de Agosto de 2012
Cara Renata Soares;
Obrigado pelo seu comentário e participação. O uso de incoulantes específicos é importantíssimo para a condução de uma fermentação adequada. Na verdade, os inoculantes têm interferência no processo e esta interferência pode ser boa ou má. Daí a necessidade de se escolher o inoculante certo para a forragem que será utilizada.
Veja no caso da silagem de cana que mencionou. Existem estudos de quase uma década na ESALQ que demonstraram que determinadas bactérias não devem ser utilizadas para este tipo de forragem. As bactérias homofermentativas ou homoláticas, que produzem quase que exclusivamente ácido lático são desaconselhadas para inoculação da cana-de-açúcar, pois, ao produzirem ácido lático, as leveduras podem utilizá-lo e convertê-lo em etanol. O ácido lático, como já destacado neste artigo, não tem poder contra leveduras e serve de substrato para que as mesmas utilizem na fermentação alcoólica, levando efeito exatamente antagônico ao esperado. As bactérias homofermentativas mais comuns e que devem ser evitadas na ensilagem da cana-de-açúcar são, principalmente, Lactobacillus plantarum e algumas espécies de Pediococcus e Streptococcus (Enterococcus). Todavia, em se utilizando um inoculante específico para cana-de-açúcar (que não contenha os microrganismos acima destacados) é possível que tenha uma silagem de qualidade, com menores perdas de matéria seca em função do melhor controle da fermentação alcoólica.
Gostaria de destacar que, pelo menos até onde eu tenha conhecimento, as micotoxinas não são tão comuns em silagens de cana, quanto em outros tipos de forragens.
Mantenho-me à disposição para esclarecimentos que se fizerem necessários.
Muito obrigado.
Responder
1
print
(639)
(5)
Deseja opinar nesta discussão sobre: Micotoxinas: o problema pode estar na ensilagem mal conduzida.?
Engormix se reserva o direito de apagar e/ou modificar os comentários. Veja mais detalhes
Comentar
Criar nova discussão :
Se essa discussão não abrange temas de interesse ou levanta novas questões, você pode criar uma outra discussão.
Consultar um profissional em particular:
Se você tem um problema específico, você pode executar uma consulta em particular a um profissional em nossa comunidade.
Adriano Olnei Mallmann
Adriano Olnei Mallmann
Doutorado em Medicina Veterinária
  Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil
Serviços Profissionais
Adriano Olnei Mallmann Adriano Olnei Mallmann
Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil
Luiz Celso Hygino Da Cruz Luiz Celso Hygino Da Cruz
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Robson Pierre Robson Pierre
Sarandi, Rio Grande do Sul, Brasil
 
   | 
Copyright © 1999-2019 Engormix - All Rights Reserved