CLANA2016- Nutrição de precisão para poedeiras comerciais.

Publicado: 06/03/2017
Autor/s. : Leite BGSa*, Roque FAa , Zorzetto PSb , Granzotti DF a , Sartore YGAc , Sanfelice VLc , Araújo LFa , Araújo CSSb aFaculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, USP, bFaculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, USP, cFaculdade Anhanguera, Leme. Pirassununga, Brasil.

Introdução: A avicultura de postura tem alcançado altos níveis de produção, resultado das inovações tecnológicas, como a automação do setor de produção e pelas mudanças marcantes nas áreas de genética, nutrição e sanidade. Um dos principais fatores para se obter máxima produção é uma ração balanceada, que atenda às exigências nutricionais de cada categoria animal, entretanto, na formulação da mesma deve-se considerar o custo dos ingredientes (Souza, et al. 2015), devido representarem em torno de 60 a 70% (Bueno, 2014). O objetivo do estudo foi avaliar o conceito de nutrição de precisão em poedeiras comerciais.

 

Material e Métodos: Foram utilizadas 288 poedeiras da linhagem Hisex Brown com 100 semanas, no segundo ciclo de produção, distribuídas em um delineamento experimental em blocos em um esquema fatorial 2x2 (2 composições nutricionais de milho e soja: tabelado e analisado pelo Nirs e 2 formulações das dietas de acordo com a recomendação de Rostagno et al. (2011) e da linhagem) com 9 repetições de 8 aves cada. Foram avaliados dois ciclos de 21 dias, sendo o período I (90 a 93 semanas de idade) e o período II (94 a 97semanas). As características de desempenho avaliadas foram produção de ovos (% ave – dia), o peso do ovo (g) e massa de ovo (g). Nos dois últimos dias de cada ciclo, todos os ovos foram coletados para avaliar as características de qualidade dos ovos (peso do ovo (g), altura de albúmen (mm), unidade Haugh e resistência da casca (kgf). Os dados foram analisados utilizando o teste de Tukey a 5% de significância.

 

Resultados e Discussão: Os dados alcançados demonstraram um aumento (p=0,035 e p=0,022) na produção de ovos e na massa dos ovos respectivamente, em poedeiras alimentadas com dietas formuladas com os ingredientes analisados via Nirs. De forma semelhante, ocorreu um aumento na unidade Haugh (p=0,047) na dieta analisada com a aferição do Nirs.

 

Conclusão: As dietas formuladas através da análise prévia dos ingredientes, resultaram em melhor produção e massa dos ovos e um aumento na unidade Haugh. Isso foi possível pois a partir da composição dos ingredientes para a formulação da dieta, consegue-se atender melhor a exigência da ave, melhorando o aproveitamento dos nutrientes e consequentemente diminui o custo final da dieta.

 

Implicações: A utilização do conceito de nutrição de precisão para poedeiras melhora o desempenho e a produção de ovos.

 

Referências:

Bueno CFD. 2014. Dissertação de mestrado; Rostagno HS et al. 2011. 3ed. Viçosa: UFV; Sousa AM, Cordeiro CN, Leite SCB, Gomes TCL, Maranguape JS, Goulart CC, Nogueira APA, Silva JDB. Margem bruta do uso de minerais quelatados e da granulometria do calcário em dietas de poedeiras comerciais semipesadas no primeiro ciclo de produção. XXV Congresso brasileiro de zootecnia ZOOTEC. Fortaleza, 2015

 

Palavras-chave: Ciclo de produção, formulação, linhagem.

 
Autor/s.
 
remove_red_eye 164 forum 0 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
Ver todos os comentários
 
Copyright © 1999-2021 Engormix - All Rights Reserved