engormix
search
search

Biossegurança em doenças exóticas Luis Rangel destacou na programação do Sinsui 2017 a palestra do Dr. Jeff Zimmerman

Data de publicação : 05/06/2017
Empresa : APC do Brasil Ltda
Fonte : APC do Brasil

Conteúdo SINSUI – O Suino.com convidou especialistas para comentar os principais assuntos apresentados no evento. Luis Rangel da APC comenta palestra de Jeff Zimmerman sobre a possível entradas de doenças exóticas no Brasil via grãos e ingredientes sintéticos.

Sobre biossegurança em doenças exóticas Luis Rangel destacou na programação do Sinsui 2017 a palestra do Dr. Jeff Zimmerman, da Universidade de Iowa , coordenada pelo Dr. Roberto Guedes da UFMG “Na palestra Zimmerman apresentou os resultados de um levantamento histórico da transmissão, entrada e circulação de doenças ao redor do mundo. Mostrou como os Estados Unidos trabalham na prevenção de entrada de novas doenças”. Mesmo sabendo que muitas vezes não tem o que ser feito, é muito difícil evitar a entrada e o palestrante alertou que a principal ação que deve ser feita além da biossegurança é o foco no diagnóstico rápido.

Além disso, destacou Rangel, durante discussão e comentários, foi perguntado qual seria a principal doença que o Brasil deveria estar preocupado, se seria PRRS, PED ou outras. “Segundo Zimmerman, a PED requer mais cuidados, pelas características do vírus. Esta seria a doença que o Brasil teria que ter maior preocupação”.

Na palestra Jeff apresentou o resultado da análise de vários ingredientes importados da China para os Estados Unidos, aminoácidos, farelo de soja, DDGs, que é um subproduto da fermentação do milho e demonstrou como o vírus pode sobreviver vários dias, e sobreviver a viagem da China para os Estados Unidos, então, isso é um alerta importante para o Brasil. E são vários os ingredientes em que vírus pode sobreviver, a grande maioria sintéticos ou de origem vegetal, finalizou Rangel.

O resultado da pesquisa realizada pelo Swine Health Information Center afirma que em estudos preliminares, conduzidos por Pipestone Applied Research e South Dakota State University mostra o potencial para o vírus da síndrome reprodutiva e respiratória suína PRRS PEDv e outros vírus para contaminar e sobreviver em ingredientes de ração, incluindo farelo de soja e grãos secos. O estudo baseia-se num modelo simulando o movimento transfronteiriço de ingredientes contaminados que foi desenvolvido para identificar "combinações de alto risco" de vírus e ingredientes de ração.

 
Mencionado nesta notícia:
 
remove_red_eye 45 forum 0 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
Ver todos os comentários