engormix
search
search

AB Vista apresenta novo modo de ação das enzimas NSPases

Data de publicação : 07/09/2018
Empresa : AB Vista
Fonte : AB Vista

Interesse é renovado no modo de ação da enzima da degradação da fibra

A AB Vista, um dos três maiores players de enzimas do mundo, apresenta novos resultados de pesquisas envolvendo as carboidrases (NSPases), sob a degradação da fibra. Isso acontece por conta de mudanças no microbioma intestinal do animal para degradar mais eficientemente a fibra.

A atuação das NSPases sobre a fibra produz oligossacarídeos, gerando assim um efeito prebiótico, e a fermentação destes pela microbiota intestinal deve ser considerado como um dos mecanismos para a atividade da enzima. Agora, uma nova descoberta explora que o modo de ação é devido a seleção da microbiota para uma melhor fermentação da fibra contida no milho e no farelo de soja e à fermentação dos oligossacarídeos gerados.

A descoberta foi garantida em um estudo, que analisou a capacidade fermentativa do conteúdo cecal de aves aos 35 dias, apresentando diferenças significativas na capacidade de fermentar xilano adicionado exogenamente. O conteúdo cecal de aves alimentadas com xilanase mostrou enriquecimento de espécies bacterianas capazes de fermentar NSP, que por sua vez produziram maiores quantidades de AGV, incluindo butirato, uma valiosa fonte de energia para enterócitos e suporte à função intestinal.

Demonstrou-se que a xilanase da dieta aumenta efetivamente a capacidade do conteúdo cecal de digerir o xilano insolúvel, além dos xiloligossacarídeos solúveis. Isso destacou um possível efeito de "treinamento" no microbioma cecal, resultando em mudanças adaptativas em direção a uma maior capacidade de degradar o xilano.

Esses resultados foram apresentados pelo Dr. Mike Bedford, Diretor de Pesquisas da AB Vista no PSA realizado em julho, no Texas (USA). Para ele, “Precisamos pensar nas enzimas como ferramentas para aceleração de processos de digestão de fibras”, revela.

“Em vez de degradar quantitativamente a fibra da parede celular, a enzima está aumentando a capacidade intrínseca de digestão de fibras da ave. Isto tem implicações significativas no que diz respeito à seleção de classes de enzimas NSPase e taxa de dose”, completa Dr. Gilson Gomes, Gerente Técnico Global.

 
Mencionado nesta notícia:
 
remove_red_eye 57 forum 0 bar_chart Estatísticas share print
Compartilhar :
close
Ver todos os comentários